1 de jul de 2013

Minha irmã Adotiva.


Capítulo 224. 



Arthur: Bom..ér..ér..(molhou seus lábios com a língua)

Lua: Não possui argumento queridinho?(questionou com um sacarmos inconfundível)

Arthur: Lua foi coisa de momento e só.(deu de ombros, desviando-se do olhar da loira)

Lua: Muito legal(afirmou com a cabeça, se sentando na cama do moreno) Normalmente traímos as pessoas apenas em momentos, só que vc, meu caro, alem de me TRAIR com aquela “coisinha irritante” ainda por cima a escondia em sua casa.(pegou o travesseiro do mesmo e colocou em seu colo sorrindo fraco para o mesmo) Me traiu e mentiu pra mim(cerrou seus dentes) Sabe o que é isso?

Arthur: Foi só uma coisa de m..(foi interrompido)

Lua: Arthur eu já percebi que vc tava abrigando a Carla na sua casa, caramba.(jogou o travesseiro pesadamente no rosto do mesmo) Para de mentir pra mim, poxa! Eu quero apenas uma coisa.. Apenas uma (gesticulou com o dedo) Que vc admita seus atos.(cruzou as pernas)

Arthur: Dulce, olha(fechou os olhos) Eu já me arrependi e queria muito, muito ficar com vc.(se ajoelhou de frente a mesma)

Lua: Isso quer dizer que à quando tempo vc tava com aquela “sem sal”?(indagou fazendo careta)

Arthur: Isso já passou meu amor..

Lua: À quanto tempo Arthur?(persistiu em um tom de voz maior)

Arthur: Não precisamos r..(foi interrompido)

Lua: Quanto tempo?(insistiu séria)

Arthur: Três(se limitou a dizer)

Lua: Três o que? Três semanas?(indagou arqueando uma das sobrancelhas)

Arthur: Três meses(concluiu cabisbaixo)

Lua: Por que?(indagou incoerente)

Arthur: Por que o que?(indagou, confuso)

Lua: Por que fez isso?(o fitou minuciosamente) Comigo?

Arthur: Não sei.(negou com a cabeça, sentindo seu estomago revirar)

Lua: Por que não terminou comigo primeiro já que queria a Carla?(prosseguiu em busca de respostas lógicas)

Arthur: Não sei.(insistiu na mesma resposta, não provocando reação desconcertante que seje no moreno)

Lua: Não sei..não sei..(revirou os olhos o imitando) Ninguém faz nada não sabendo, ninguém faz nada sem querer ou com um propósito que não seje o que alcançou.

Arthur: Meu amor, mas somente eu vivia o nosso amor, somente eu abri mão de farra , festa, de várias garotas em uma noite, por vc e o que vc abriu mão por mim, hein?! Da sua amizade “besta” com o Pedro?! Ah, nem isso néh?!(revirou os olhos) Eu não conseguia mais viver o nosso namoro por nós dois, precisava de uma diversão.

Lua: Se vc se cansou de mim, por que não terminou comigo?(indagou irrelutante)

Arthur: Porque eu não me cansei de vc, eu precisava apena..(foi interrompido)

Lua: Porque vc queria as duas néh?! (um sorriso sarcástico surgiu nos lábios da loira) Porque queria fazer as duas de idiotas, quer dizer, uma vc já faz a muito tempo, mas sabe?!(cruzou os braços) Eu não tonta Arthur (negou com a cabeça) Suas atitudes são completamente opostas à aquele do qual julgava ser quem eu procurava.(concluiu decepcionada)

Arthur: Lua (inspirou e expirou lentamente) Olha, desde criança sempre fui atolado por mimos e carinhos por todo ao meu redor, sempre que achavam o “bonitinho” da família, sempre era rotulado por o playboy da turma, sempre estava rodeado por amigos, por dinheiro, por popularidade, e ao mesmo tempo me sentia tão sozinho e indefeso, porque por mais que eu tivesse tudo o que qualquer garoto da minha idade desejava eu não tinha o que todos, ou quase todos possuíam, pais presentes, tanto minha mãe com a parte burocrática e meu pai com seu papel de “chefe administrador” viajam o bastante pra me dar liberdade de fazer qualquer tolice que me vinha a mente, e talvez por isso ocupei a imensa cratera que a ausência de ambos me causaram com qualquer “vadia” que seje, qualquer uma que me proporcionasse prazer durante a noite e me falasse a frase que tanto se ausentava em meus diálogos com meus pais, “Eu te amo”. E talvez acho que nada nem ninguém me mude ou me concerte como queira.(se aproximou da loira a mirando intensamente)

Lua: Lindo esse seu discurso de rapaz arrependido , mas não me convenceu.(se distanciou de Arthur) Chega de mentiras, chega de enganações por aqui (se levantou) Ah! E antes que eu m esqueça, eu sei que quem tava me mandando as flores era o Pedro, viu “retardado convencido”. Da próxima vez vê se inventa uma mentira melhorzinha, táh?!(o alfinetou)

Arthur: Dulce eu não te..(foi interrompido)

Lua: Tchau “maninho”(se encaminhou até a porta do quarto)

Arthur: Lua..Lua..(se levantou indo atrás da mesma sem sucesso algum, já que Lua fechou a porta logo em seguida que saiu) Droga (cerrou os punhos)

6 comentários:

  1. Essa web é d+!!!tem mais capitulos hoje???=)

    ResponderExcluir
  2. Aii nao acredito q ele fez issooo q raiva
    pq ele nao fala logo toda a vdd do passado dele
    posta maus hj please
    Rapha L.

    ResponderExcluir
  3. Sério tô morrendo de ódio do arthur, ele tem que se fuder e ir.correndo atrás dela. Posta mais!!!!

    ResponderExcluir
  4. posta mais adoreiiiiiii!!!!!!!

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo