18 de jul de 2013

Minha irmã Adotiva.


Capítulo 281.



Mel: Como vai a nossa mãe mais fofura do mundo? (indagou a morena, adentrando o quarto do hospital)

Lua: Mais fofura? (Fez careta) Melanie entenda que agora eu sou uma “mãe de família”.(molhou seus lábios com a língua, usufruindo de boa parte de seu humor)

Mel: Espero que esse negocio  de “Mãe de família” não interfira na nossa amizade.(fez bico)

Sophia: Mel vc ficou louca, éh!? (concluiu a loira entrando no quarto acompanhada de Micael e Chay) Não podíamos entrar todos juntos.(massageou suas têmporas)

Mel: Vcs vieram atrás de mim porque quis.(Deu de ombros, se sentando ao lado da loira)

Micael: Ou porque vc disse pra recepcionista que estava vindo entregar um pacote de camisinha pra paciente Lua Maria, a recém mãe.(cruzou os braços)

Mel: Qual, éh?! Aquela recepcionista é muito careta.(franziu o cenho) Alias quando sairmos daqui não permita que eu me esqueça de ir até a ala de reclamações, esse hospital precisa de uma recepcionista menos xereta.(concluiu seriamente)

Sophia: Ou visitantes mais normais.(deu de ombros)

Mel: (mordeu seus lábios inferiores) Ou uma garota que use seu cérebro pra uma coisa chamada raciocínio.(arqueou uma das sobrancelhas)

Sophia: Ah claro! A Lua com certeza está muito disposta a dar um irmãozinho pro Miguel agora, principalmente aqui no hospital onde é R-E-S-T-R-I-T-O fazer sexo.(sapateou com seu salto agulha sobre o chão do quarto)

Mel: E por que ela não pode burlar as leis, hein!?(deu de ombros)

Sophia: Porque agora ela é uma mãe de família.(cruzou os braços, com um sorriso vitorioso sobre os lábios)

Mel: Ih , vai começar a caretice(revirou os olhos)

Chay: Minha fofurinha, vem aqui.(molhou seus lábios com a língua, puxando a morena para si) A Lua ta em faze de recuperação, ta certo!? Precisa de um acompanhamento medico, de descanso, e essa briguinha fútil de vc com a Sophia não ta sendo favorável.(Advertiu)

Mel: A claro, Chay, o “Senhor das causas perdidas”(levou as duas mãos a cintura, enfurecia)

Lua: Melanie, amiga (um sorriso calmo brotou nos lábios da loira) Tenho absoluta certeza que vc não veio até aqui pra discutir com o Chay e a Sophia.(fechou os olhos por alguns segundos)

Mel: Não  mesmo, eu só vim te entregar a camisinha mesmo (jogou o pacotinho sobre o criado mudo que havia do lado da cama da mesma)

Lua mirou Sophia, Micael e Chay como se seus olhos almejassem paciência. Melanie sempre fora a “descabeçada” da turma, ainda mais quando se tratava de assuntos importantes, seu nervosismo se transformava em reações totalmente inusitada.

Lua: Fico agradecida.(molhou seus lábios com a língua) Vcs já o viram?(indagou curiosa)

Chay: Já sim, eu já até andei usando.(deu de ombros)

Definitivamente Chay e Mel fora feitos um para o outro.

Lua: Vc andou usando meu filho.(fingiu enorme espanto) O Miguel?

Micael: Ainda não Luh.(ignorou o comentário divertido da mesma) A doutora chamou o Arthur na sala dela e nós resolvemos esperar autorização pra visitarmos meu afilhado.(um sorriso radiante adentrou nos lábios no mesmo)

Lua: O vi tão rapidamente, que mal pude observá-lo.(mordeu seus lábios inferiores)Ele parecia tão frágil(inspirou e expirou lentamente)

Micael: Falando em ver rapidamente, quem entrou aqui no hospital correndo e mal nos cumprimentou foi a tia Alexandra com o Vitor.(revirou os olhos)

Lua: O que eles vieram fazer aqui?(arregalou os olhos)

Mel: Ver o neto.(concluiu meio que obvio)

Arthur: O que ta acontecendo aqui, posso saber? (indagou o moreno empurrando a porta atrás de si, observando a excessiva quantidade de pessoas naquele quarto)

Lua: Oi meu amor (um sorriso ternamente feliz foi semeado nos lábios da loira)

Arthur: Lua, minha pequena, tenho uma noticia muito difícil pra te dar.(inspirou e expirou lentamente) E precisamos ficar a sós para que eu possa comunicá-la.

Lua: Sem histeria por fazer “Senhor papai”.(sorriu divertido)

Arthur: Amor eu to falando serio.(concluiu nervoso)

Mel: Arthur vc ta se sentindo bem?(indagou franzindo o cenho)

Arthur: Não sei.(Se sentou ao lado de Lua e a abraçou forte) Vamos superar juntos, ok?!(Advertiu)

Lua: Superar o que Arthur? (molhou seus lábios com a língua) Vc ta me deixando nervosa.

Arthur: Calma tudo vai ficar bem.(concluiu certamente)

Lua: Aconteceu alguma coisa com o Miguel?(indagou receosa)

Arthur: Ele...ele ta bem, só que..que ele é mongolóide, Lua! Nosso filho tem problema de cabeça(disse por fim)

Luamirou profundamente os olhos castanhos de Arthur, procurando entender tamanho preconceito. A loira não superaria nada, afinal sempre achara muito lindo as pessoas portadoras de Síndrome de Down, os olhos levemente puxados, o nariz levemente achatados , e os olhares tão cativantes daquelas crianças despertava o lado doce e carismático de Lua, só não sabia ao certo se poderia dizer o mesmo de Arthur.

Lua: O que vc disse? (indagou a loira não permitindo que sua insatisfação por notar o preconceito do loiro fosse explicita)


Boa tarde amoras, e aí vai mais um? 

To vendo que adoraram a maratona de ontem né? Só que eu não, fiquei um pouco cansadinha hahah' =)

11 comentários:

  1. cara,eu não me conformo com esse preconceito do Arthur...Fanny eu realmente amei a maratona...posta mais...=)

    ResponderExcluir
  2. O Arthur tem oq na cabeça pra farar assim do próprio finho posta mais

    ResponderExcluir
  3. O Arthur tem que por esse preconceito de lado e achar uma benção ter um filho assim.Sua web é muito boa.Faz mais maratona que nem ontem tava muito bom. Posta mais hoje.
    :-)*beijo Jùlia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A web não é minha flor, mas que bom que gosta =)

      Excluir
  4. vivi 100% luar e rebelde ps18/07/2013 16:21

    Postaaa maaiiss

    ResponderExcluir
  5. Posta mais Fanny e eu amei a maratona viu
    by:BEATRIZ

    ResponderExcluir
  6. Vai mais um sim,. quero ver a reação da Lua perante o preconceito do Arthur. :x XxCamila

    ResponderExcluir
  7. o Arthur tem que entender que o filho é tão normal como os outros e até mais capaz e esperto. a Lua tem que fazer com que ele acabe com esse preconceito com o filho

    ResponderExcluir
  8. o que mata é o preconceito do Arthur! Posta mais, tô amando! Quantos capítulos tem?

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo