11 de jul de 2013

Minha irmã Adotiva.


Capítulo 249.



Sophia: EIII NÃO COLOCA A MÃO NISSO.(gritou a loira para um grandalhão de não mais que vinte anos que acabava por capturar o vaso de flor de centro da sala)

Chay: Relaxa Barbie, deixem eles aproveitarem , qualquer coisa é só a gente ressarcir com os danos.(deu de ombros)

Sophia: Ressarcir com os danos(o imitou de forma distorcida) Cara, vc tem noção quantos anos vc tem de juntar de mesada pra comprar aquele objeto?(arqueou uma das sobrancelhas) Muitos e muitos anos. E alias , pensei que não haveria convidado algum.(fez bico)

Chay: E por acaso vc pensa?(tomou um gole de sua cerveja)

Mel: Opa, mas será que vcs dois podiam fazer o favor de aproveitarem a festa sem reclamarem?(indagou com convicção)

Chay: Não tem ninguém reclamando aqui não, minha morena.(lhe abraçou por trás)

Micael: Que palhaçada é essa aqui Robert?(indagou,entrando na sala apenas com uma bermuda verde de tectel  )

Chay: A nossa “festinha” de aniversário, oras?(revirou os olhos ,tomando mais um gole de sua bebida)

Micael:Quem são essas pessoas?(indagou com indiferença) Porque até onde sei eu não convidei ninguém, e sua família esta por passear em Holanda.(concluiu com indiscrição)

Sophia: Roobertchay, não venha me dizer que trouxe pessoas desconhecidas pra dentro da minha casa de praia?(indagou com petulância)

Chay: Eii, loira, eu não disse em momento algum que tinha conhecimento da vida pessoal de qualquer convidado por aqui.(alegou)

Mel: Isso quer dizer que?(persistiu, temendo a resposta)

Chay: Que hoje logo de manhã, andei pela praia sozinho e acabei encontrando alguns novos amigos.(coçou o ouvido, seus tímpanos estavam estranhando aquele volume que o DJ controlava ao extremo)

Micael: Hora de me familiarizar com nossos novos amigos.(decretou, fitando uma loira de olhos azul entrando na casa)

Sophia: Vc aproxime de qualquer mulher desconhecida por aqui que eu a arranca daqui pelos cabelos, ouviu senhor Borges?(o advertiu)

Micael: Meu amor, a única mulher que eu tenho olhos aqui é pra vc.(lhe deu um selinho)

Mel: Aiin, quanta melação.(fez careta) Eu não sou obrigada a escutar umas coisas dessas.

Chay: CARA.. EU DISSE PRA NÃO ENTRAR NO MEU CARRO.(gritou , ao ouvir o barulho do motor do seu carro ligado vindo do lado exterior da casa)

Sophia: Ai depois a pessoa rouba seu carro e vc não sabe o porque.(revirou os olhos com sarcasmo)

Chay: Tá Barbie.(se limitou a dizer) Vcs podem me dizer onde se encontram a senhorita Lua Maria e os senhores Arthur e Fernando?(franziu o cenho)

Micael: Vai ver eles se acertaram.(deu de ombros)

Sophia: Os três? (arqueou uma das sobrancelhas)

Mel: Também, néh... (suspirou lentamente) Como o “Fernandão gostosão” por aqui..

Chay: Vai lá com ele então..(tomou o ultimo gole de sua cerveja e jogou o copo descartável no chão)

Mel: Chayzinho sem drama, que ele é o “gostosão” mas eu escolhi vc , ok?!(lhe deu um selinho e cruzou os braços, fazendo pouco caso)

Sophia: Eu acho que ta..(parou de falar ao observar Lua se configurar nas sombras da iluminação multicolor da festa)

Lua: Eu pensei que não haveria convidado.(cerrou levemente os olhos observando uma mulher de no máximo vinte e dois anos se agarrando com um cara de aparentemente quarenta e quatro anos)

Mel: É Luh. Essa história deixa pra outra hora, ok?!(alegou incoerente)

Lua: Que história?(indagou, confusa)

Mel: A senhorita poderia voltar ao seu quarto e informar para o Thur e o Fernandão gostos..(coçou a cabeça) que tratem de se apressar.

Lua: E quem disse que eu estava com eles? E pior ainda, que eles estavam no meu quarto?(franziu o cenho)

Chay: IIIH já brigaram de novo.(Revirou os olhos)

Lua: Eu estava ..estava.. dormindo e nem vi os dois.(argumentou, ajeitando sua saia rodada verde sobre uma regata branca)

Sophia: Isso que dizer que..(parou de falar notando alguns insultos caminharem rumo a sala)

Arthur: Quando vc tiver um tempinho ,é sempre bom dar uma estudada nos novos artigos de leis, táh?!(o alfinetou)

Fernando: Eu já te disse que sou administrador e não contador da empresa.(revirou os olhos , caminhando vagarosamente)

Arthur: É tudo a mesma coisa.(deu de ombros)

Fernando: O “filhinho do papai” para de tentar colocar a culpa em alguém a admite logo que seu pai vem fazendo um péssimo comando da empresa.

Arthur: Se vc é tão “bam bam bam” diz isso na cara dele, parceiro.(lhe deu um tapa de leve nos ombros)

Fernando: Boa noite pessoal(cumprimentou-os após se aproximar dos mesmos)

Mel: Boa noite gatinhos.(abraçou ambos)

Sophia: Como ta o braço, Thur?(indagou observando a mão enfaixada do moreno)

Depois de uma oportunidade frustrante de Arthur se aventurar pelo “misterioso mundo” da cozinha, o moreno teve de ir ao hospital devido a um corte profundo de três centímetro, depois de procurar dilacerar um peixe sem sucesso algum.

Arthur: Dentro do possível. Se não fosse o “Velhote” se meter na cozinha pra tentar me ajudar nada disso teria acontecido.(o alfinetou)

Mel: Claro que isso não teria acontecido, provavelmente vc teria amputado sua mão , néh?!(arqueou uma das sobrancelhas)

Fernando: Lua vc ta bem? Ta me parecendo pálida.(franziu o cenho)

Lua: É que eu acabei de acordar, só isso.(deu de ombros)

Arthur: Ou que já ta passando mal por causa da bebida.(a alfinetou)

Lua: E eu diria que isso não é da sua conta.(resmungou)

Arthur: E eu dir..(foi interrompido)

Fernando: Acho que aqui tem muita gente e pouco espaço para que vc posso respirar um ar puro, que tal um passeio rápido pela praia?(sugeriu a ruiva)

Arthur: Claro que ela não vai querer, cadê as bebidas?(indagou com petulância)

Mel: Queridinho, vc nem pense em beber, esqueceu da dosagem forte de antiinflamatório que vc tomou?(arqueou uma das sobrancelhas)

Arthur: Vcs são piores que meus pais. (revirou os olhos)

Lua: Fernando, se não se importar eu aceito dar uma breve volta na praia para que eu possa respirar ar puro.(levou uma das mãos a cabeça)

Como assim? Arthur só poderia ter ouvido errado. Era o que faltava, teria de ficar na festa de seus melhores amigos sem poder beber  uma gota de álcool e agüentar ver o “Velhote” com a “Adotada”, fazerem uma passeio romântico pela praia? Que forma de amizade era aquela que o imbecil de seu “parceiro de quarto” estava por procurar? Sabia perfeitamente as intenções que ele tinha perante a loirinha e isso lhe provocou um leve aperto no coração.

Gente.. Ta começando a cair a ficha no Arthur #FDP

2 comentários:

  1. espero que teja lucato e depois luar mas q dure mais lucato amo sua web

    ResponderExcluir
  2. Ah não , nem na ficção as coisas correm como a gente quer. Não metes lucato a fazer besteirinhas muito "profundas" tá? Só uns beijinhos chega...

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo