17 de jul de 2013

Minha irmã Adotiva.

Capítulo 274
#Maratona


---: Mamãe de primeira viagem?(indagou uma médica de aparência juvenil com um belo sorriso sobre os lábios)

Lua: Sim.(se limitou a dizer, se posicionando confortavelmente sobre um Divã personalizado dentro da sala de atendimento)

---: Suponho que o senhorito seja o pai,(supôs a mesma, preparando o aparelho para uma ultrosonografia  para o uso)

Arthur: Exato.(afirmou o loiro se assentando na poltrona ao lado do divã)

---: Pelas informações que me foram passadas , vc ta grávida de quatro meses, isso procede?(indagou arqueando uma das sobrancelhas)

Lua: Deve ta completando o quinto mês de gestação.(concluiu acariciando sua barriga)

---: E que durante esse período vc não teve um acompanhamento médico regular, não fez exames semanais e ..(mordeu seus lábios inferiores) procurou interceder no crescimento do feto, utilizando uma cinta. Essas informações tem fundamento? (prosseguiu com as indagações)

Óh céus! Aquela médica magrela, morena, de olhos castanhos claros, e um olhar irredutivelmente constrangedor provocava arrepios em Lua.. E a cada afirmação que a mesma fazia, seu estomago esfriava, e uma pontada no coração era sentida..

Lua: Tem.(admitiu a ruiva)

---: Bom, teremos de avançar nossos procedimentos.(inspirou e expirou lentamente) Precisaremos mante-la em observação, devido ao fato inusitado de uma jovem mãe, estudada, e tenho certeza que muito bem orientada ter usado uma cinta e talvez afetado o desenvolvimento de seu filho, terá ingerir uma quantidade maior de vitamina, e precisaremos alguns exames.Licença (levantou a batinha branca e solta de Lua e passou uma boa quantidade de um liquido sobre a barriga da mesma) Mas como tudo tem os dois lado da moeda (deu uma piscadela para a mesma, enquanto ligava um aparelho) Hoje mesmo, se nosso “presentinho” nos permitir, estaremos sabendo o sexo do bebê. (concluiu com um sorriso radiante sob os lábios)

Lua havia ouvido certo?! Aquele dia seria marcado pelo conhecimento do sexo de seu filho?! Estaria pronta pra ouvir se teria um futuro “jogador de futebol” ou uma futura “bailarina”. Independentemente de qual seria o resultado, a única certeza que obtinha era que o ou a amaria incondicionalmente.

Arthur sentiu seu coração acelerar. À uma semana atrás , era incapaz de prever que estaria sendo pai, Lua seria sua irmã, e que estaria ali, frente a frente a uma médica que a qualquer lhe tornaria a dizer o sexo de seu filho.

---: Vamos lá. (disse a mesma passando um pequeno aparelho sobre o ventre da loira) Vamos acordar..(disse a doutora olhando para o monitor posicionado estrategicamente ao lado da médica, de Lua e Arthur) Diga oi a seus pais. (concluiu enquanto movimentava o aparelho a barriga da loira) Óh sim! Olhe pra ca..(brincou a médica) Isso garotinho ou garotinha. Só mais um pouquinho ok?!

Lua e Arthur sorriam ao outro, procurando não gargalhar. Embora a emoção fosse estonteante a  única coisa que ambos conseguiam visualizar era borrões mal formados.

Lua: Como está?(indagou a loira)

---: Parecer está ótimo ou ótima, mas precisamos que ele coopere, precisa dar uma viradinha pra eu ter certeza do sexo..Opa! Parece que nosso bebezinho nos ouviu.(concluiu a mesma)

Arthur: Isso quer dizer que?(indagou nervoso)

---: Que o nosso bebezinho provavelmente está ótimo.(declarou a mesma)

Definitivamente Vânia, a doutora, era cheias de rodeios que comprometiam a curiosidade e o nervosismo de Lua.

---: Já pensaram no nome?(prosseguiu)

Arthur: Talvez Miguel se for menino e ser for menina a Lua escolhe.(declarou)

Lua: Se for menina vai se chamar Maria Clara.(molhou os lábios com a língua)

---: Tenho certeza que o filho de vcs será um anjo, como o nome. (se levantou) Parabéns, futuro papai e mamãe.

Lua: É menino? (indagou perplexa com os olhos marejados)

---: É um lindo e forte menino (declarou com um sorriso nos lábios)

***

Arthur: Lua abre logo.(resmungou o moreno, enquanto estacionava o carro no estacionamento da faculdade)

Lua: Calma Thur, eu não esperava que o resultado fosse imediato.(mordeu seus lábios inferiores) To com medo.(expirou pesadamente)

Arthur: “Pequena”, precisamos saber a verdade(coçou a nuca) Isso ta me matando.

Lua: Acho justo Victor estar presente eu abri o envelope , néh Arthur?!

Arthur: Acho justo vc abrir esse envelope logo pra gente ter uma noticia boa ou melhor ainda pra dar pra ele, ok!?(arqueou uma das sobrancelhas)

Lua: Opa! Baixou o “retardado convencido” ai? (gargalhou alto massageando um envelope perfeitamente branco contendo de um lado as inicial VM Você é Mais aqui e do outro lado os nomes Lua Maria Blanco e Victor Aguiar)

Arthur: Baixou alguém com medo do futuro , minha linda.(Receou) Abre, por favor..(implorou com os olhos)

A loira fitou o envelope por alguns logos segundos, como se possuísse um olhar infravermelho que pudesse ler o resultado , mesmo que sem abri-lo.

Arthur: Seja forte, estou sempre ao seu lado.(declarou, observando que a loira retirava o lacre do envelope)

Óh céus! Era uma..duas...três..quatro..cinco..seis folhas, em exato para apenas uma palavra de importância “Positivo” ou “Negativo”. Embora tivesse algumas recomendações, algumas avaliações, e alguns textos que a própria ruiva mal saberá interpretar, por fim chegou ao resultado, notando que havia molhado a folha devido sua mão estar transpirando de forma desordenada e sua respiração estar descontroladamente ofegante, passou seu olhar pelas oito letras que compunham o resultado.

Arthur: O que diz, meu amor?(indagou curioso)


Comentem.. 

Um comentário:

  1. ah meu Deus,será que deu positivo ou negativo??? e foi muito lindo os dois no médico,só pra ver o filhinho!!!

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo