11 de jul de 2013

Jogos Vorazes - Cap 13





Acordei novamente com a voz de Saneca Crane desta vez , "Atenção tributos ! Atenção . Tendo início o amanhecer , haverá um banquete na Cornucópia . - olhei para Arthur que tinha os olhos arregalados e uma cara de espanto . Haverá um segundo banho de sangue ! - Mas esta não será uma ocasião qualquer . Cada um de vocês precisa de uma coisa DESESPERADAMENTE - ele falou dando enfase , Arthur apertou os olhos provavelmente com dor e eu pisquei nervosa - E nós planejamos ser ... Bem GENEROSOS . "

- Seu remédio - falei olhando para ele que balançou a cabeça num não 

-  Você não vai pra lá sozinha - ele segurou meu braço e eu senti novamente sua pele mais que febril . Soltei meu braço e vesti novamente a jaqueta e puxando o arco e a aljava pra perto 

- Vou ! você precisa , e não consegue andar - tomei impulso mas ele novamente segurou meu braço olhando nos meus olhos 

- Lua você não vai arriscar a sua vida por mim eu não vou deixar ! - ele falou se sentando e eu o encarei 

- Faria a mesma coisa por mim , não faria ? - ele me olhou franzindo o cenho mas ainda sim não soltando meu braço 

- Porque está fazendo isso ? - Em um ataque de maluquice ou não , me joguei em cima dele e o beijei com tudo , ele soltou um gemido de susto , mas isso não me empediu de beijar ele , ok definitivamente Lua você ficou louca ! Me separei dele um pouco ofegante e ele balançou a cabeça 

 - Agora mesmo que eu não te deixo ir embora - ele sussurrou acariciando minha bochecha 

- Arthur ...

- Por favor ! Fica ... comigo - ele falou com tanta sinceridade que eu conseguia ouvir meu coração tão claramente que eu temi que ele também estivesse ouvindo , me senti flamejante e o encarei , ele me olhava tão profundamente que eu não tive como quebrar nosso contato visual .

- Tá bem . Eu fico - deitei sobre seu peito e ouvindo seu coração desparado . Ele me abraçou com tanta força , como se estivesse com medo de que eu fosse embora . Agora só resta aqui eu ,  Arthur , Ivo , Ninna , Johanna e Chay . Só seis . Começo a acariciar sua mão e aproveito para pensar . Se Johanna Mason não tivesse me ajudado eu teria explodido junto com a comida , se Mel não tivesse me mostrado as borboletas eu estaria morta . 

Algumas horas depois , Arthur começou a tremer , eu e vi que ele estava meio que entrando em choque , olhei para fora e quase não parecia que o céu quase caiu de tanto que choveu . Me levantei de fininho , deixando a mochila e uma faca para ele , caso eu não voltasse . Antes de sair , deixei um beijo quase que imperceptivel na sua testa e fui rumo a Cornucópia . O dia clareou rapido mais ainda um pouco acinzentado . Parei atrás de um arbusto e reparei que não havia mais resquicios da explosão , pelo contrario a grama verde crescia quase como se sempre estivesse ali , ouvi as ondas se quebrando com calma  nas pedras um pouco atrás da Cornucópia e imaginei como seria nadar naquele mar , sem preocupações , só diversão . Nadar com Cato , Clove , Soph ah minha querida Soph , ou com a prima Jessy e meus pais e irmãos e ... Arthur . Sai desses pensamentos quando ouvi passos apressados , olhei a minha volta temendo ser Arthur ou até mesmo Nina e Ivo mas era apenas Johanna correndo , ela pegou sua mochila rápido e eu notei que ela estava com medo , logo ela desapareceu na mata e eu me aproximei . Tão quieto . Tão quieto que chegava a dar medo . Agora em cima da mesa de ferro só havia três mochilas , cada uma com o número do distrito a quem pertencia na frente . Parei com meu surto de medo e corri até a Cornucópia . Corri segurando firmemente o arco na minha mão e apanhei a mochila prata assim que estava saindo uma faca atingiu minha testa me derrubando .

Atirei uma flecha mas Nina desviou e mais outra e ela novamente desviou e saltou sobre , rolamos na grama e ela pegou um facão e desceu sobre meu rosto mas a empurrei e ela continuou descendo a faca mas eu por sorte virava o rosto no fim ela prendeu minhas pernas com as suas e segurou meus braços em baixo de seus joelhos me prendendo 

- Ah em fim loira , eu prometi a Ivo que se ele deixasse comigo eu daria uma belo show e não vou decepcionar claro . - ela falou abrindo o colete e escolhendo uma faca com a aparencia mais cruel , era curvada como as garras de uma águia - Cadê o conquistador ? Ah entendi , você vai ajudar ele ,que gracinha - ela falou sínica e eu tentei levantar mas ela só forçou mais as pernas 

- Aww por onde vou começar que tal pela boca 

- Pode até me matar , mas nesse momento Arthur está caçando Ivo ! ARTHUR ! ARTHUR ! - Gritei e ela olhou em volta como se tivesse acreditado  mas logo depois olhou para mim furiosa

- Mentirosa ! Ivo sabe bem onde enfiou aquela espada , se ele não morreu vai morrer em breve , a bolsinha é o que , remédio pro conquistador , acho que não ! Últimas palavras Blanco ? - Cuspi na sua cara e ela me encarou colocando uma faca no meu pescoço 

- Pena não ter ajudado a sua amiguinha ... a garotinha . Vamos fazer com você o que fizemos com a sua amiguinha a garotinha como era o nome dela mesmo ? Mel - tentei me soltar para epancar ela e tirar aquele sorriso sínico da sua boca mas ele gritou - É a gente matou ela e vamos matar você - senti a faca perfurar o meu lábio mas ela no segundo seguinte foi colada na parede da Cornucópia 

- Você matou ela ? - Chay berrou 

- Não ! - ela falou meio chorosa e ele apertou mais a mão em seu pescoço 


Continua ...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo