17 de jul de 2013

A ladra e um segredo

Prólogo
LONDRES-DOIS ANOS ATRÁS...

PARE ESSA CARRUAGEM.

Arthur foi arremessado para frente com a  força do impacto do freio.


– O que está acontecendo aqui?


Arthur olhou pela janela da carruajem ,para a escuridão da noite.


– Desça milorde – Ele ouviu uma voz de comando


– Se não quiser  partir dessa para melhor.


Arthur desceu da carruagem ,devia ter desconfiado que eram ladrões e achou melhor obedece-los


Um homem com capuz apontava uma arma para o cocheiro


– Muito bem milorde – Falou uma voz melodiosa de uma mulher que apontava uma arma para ele,ela usava uma mascara que cobria parte do seu corpo.


Os labios rubros em formato de coração ,p fez desejar beija-los,os olhos castanhos avermelhados,o fitavam com malicia,a pele alva como a neve ,com um corpo cheio de curvas deliciosas que eram um convite ao pecado.


– Me der tudo que possui de valor,meu caro Lorde.– Ela o fitou desafiando-o.


– Você não tem o que fazer? –  Arthur deu a ela, todo o dinheiro que estava com ele, o relógio de ouro e o alfinete de diamantes que usava na gravata.


Fitou os belos seios fartos que o decote do vestido mal sustentava e sentiu uma pontada na virilha


– Bom menino .–  Falou Lua com um sorriso sapeca, jogou tudo que foi lhe entregue para o outro homem que estava escondido


– Será que agora que conseguiu o que queria,eu posso ir? – Arthur teve que se controlar a furia que se apodera de si.


– Calminha ai Lorde  Aguiar – Pronuncio o seu nome em gesto de zombaria.


– Para que tanta pressa? – Lua o rodeou e Arthur teve vontade de puxa-la para si e beija-la e logo depois dar lhe umas boas palmadas para que nunca mais voltasse a roubar.


Ela usava uma belíssima máscara de ouro cravejada de rubis,com certeza a mulher era uma beldade,o que levara a ter essa vida? Ele não sabia,mais com certeza descobriria


– Eu já não estou com mais nada de valor


– Tire a roupa.


– O que? – Perguntou Arthur incredulo


– Sua roupa vai nos render uma grana. – Lua piscou para ele com um sorriso safado. – Tire-a


– É brincadeira né?


Lua o fitou brava e ordenou


– Eu mandei tirar. – Falou com convicção e Arthur  entendeu que era uma ameaça.


– Oh! Céus! – Ele resmungava enquanto se livrava da roupa,ficando apenas com a cueca.

Lua o fitou e umideceu os labios maliciosamente.


–  Tem um belo corpo Aguiar!


–  Vamos – Ele ouviu seu companheiros chamando-a.


 Falta se livrar da roupa de baixo.


 O que?


 Não temos tempo   Falou um de seus amigos e Lua suspirou e ambos sumiram na escuridão
  É uma pena Aguiar,vou ter que imaginar o resto.


Arthur a ouviu dizendo e ficou com mais raiva


 Você ainda me paga por essa humilhação sua ladra,um dia a encontrarei e me vingarei  Murmurou ele para si mesmo  E essa vingança sera doce...

5 comentários:

  1. To muito curiosa!!! Posta mais

    ResponderExcluir
  2. ahh adorei!!!posta logo...please

    ResponderExcluir
  3. Adorei quero mais by:BEATRIZ

    ResponderExcluir
  4. Amei.. Posta mais

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo