14 de jul de 2013

A garota do intercâmbio - Cap 33





- Arthur! Me diiiz! Onde a gente ta indo? - Choraminguei novamente. 

- Só mais um pouquinho apressadinha, aposto que você vai gostar não tá nossa que maravilha, mas... Sei lá o que me diz? - Ele destampou meus olhos e eu os senti lacrimejando, o cômodo estava repleto de pequenos recipientes com velas, e tinha flores.

- Flores do campo - Cheirei um ramo 


- Suas preferidas. Vem cá vem - Ele me puxou levemente pela mão - Eu não sou perfeito, eu não sou nenhum tipo de príncipe de contos de fada. Mas... O que eu sinto por você pode se dizer como Amor de conto de fadas. E eu quero te amar pro resto da minha vida, todos os dias, até a eternidade. Não me importa se você mora a milhões de quilômetros de mim. Nem que eu tenha que ir pro Brasil, só pra ficar perto de você eu vou. Como dizia o Jack “Se você pula eu pulo” - Eu funguei secando algumas lágrimas – O que eu to tentando te dizer ... É que eu te amo e mas uma vez citando – Ele falou risonho e eu ri baixinho – “Que seja eterno em quanto dure e que dure para sempre essas são palavras chaves quero que você se lembre” 


Ele tocou meu rosto sorrindo e eu retribui 

- Te amo ... – Falei aproximando nossos rostos .

- Eu também te amo olhos lindos , muito , namora comigo ? Agora oficialmente ?

- E você tem dúvidas disso meu americanozinho – Distribui selinhos sobre seus lábios e pescoço . 

- Você é o melhor pra mim , Garota do Intercâmbio – Ele me beija , começamos lentamente , subi minhas mãos para seus cabelos os puxando lentamente , senti Arthur sorrir contra meus lábios , suas mãos desciam e subiam pelas laterais do meu corpo . E impulsionou um pouco seu corpo para cima do meu , meu coração acelerou e eu nervosamente me deixei ser deitada no tapete felpudo marrom .

Músiquinha pra já ( Se acabar antes do fim do capitulo repitam a música )

- Eu amo você – Arthur novamente sussurrou no meu ouvido, involuntariamente apertei o tecido de sua camisa contra suas costas , sentindo sua pele arrepiada e febril . Impulsionei meu corpo de encontro ao seu prendendo levemente minhas pernas em sua cintura . O beijo agora estava mais rápido e exigente mas não deixara um segundo de ser apaixonado e delicioso . Ele desceu seus lábios para meu pescoço plantando ali beijos molhados e quentes . Fechei meus olhos suspirando a suas caricias , desci minhas mãos por suas costas até a barra de sua camisa e fiquei brincando de subir e descer ela sobre suas costas , num movimento corajoso , finalmente trouxe sua  camisa para perto de seus ombros . Arthur soltou um pouco a pele do meu pescoço e estendeu os braços para que eu pudesse tirar o tecido de seu tronco . Examinei melhor seu tronco , definido e completamente feito para invejar , mesmo com pouco para mim era satisfatório . 

Novamente Arthur desceu seus beijos para meu pescoço , passei minhas unhas por seus braços sentindo sua pele arrepiar-se ao meu toque . As mãos de Arthur subiram para meu tronco, levemente passando as pontas dos dedos perto de meus seios , arqueei meu corpo prendendo mais minhas pernas em seu quadril , finquei minhas unhas em seus braços , soltando um gemido baixinho e ele riu baixinho 

- Gosta ? – Ele sussurrou mordendo o lóbulo da minha orelha , e a única coisa que eu pude fazer foi balançar a cabeça num sim silencioso , ele repetiu seus movimentos anteriores . Beijei se pescoço e ele encolheu um pouco o corpo , continuei traçando uma trilha de beijos por aquela área , senti o zíper do vestido se levemente pressionado , ele levantou a cabeça olhando profundamente nos meus olhos e não precisamos de palavras , só puxei seu pescoço para perto encostando nossos lábios sentido o zíper ser baixado até a base das minhas costas .  


Arqueei as costas sentindo seus dedos frios se encostando a minha pele quente . Nosso beijo foi desacelerando e ele novamente desceu os beijos para meu pescoço me causando novos arrepios . Ele deixou pequenos beijos no meu ombro direito descendo até as alcinhas do vestido , fechei meus olhos mordendo o lábio , já sentindo o quão vermelha eu estava .

Ele segurou uma das alças entre os dentes , descendo ela levemente até perto do meu cotovelo e partiu para o outro lado repetindo seus movimentos . Antes que ele resolvesse retirar logo o vestido , por pura vergonha puxei ele novamente colando nossos lábios e ele os descolou se aproximando do meu ouvido .

- Você é perfeita , não precisa ter vergonha de mim ... – Ele passou seu nariz por meu rosto , e suas mãos vagarosamente baixaram meu vestido o retirando do meu corpo , busquei sua boca com rapidez trazendo seu corpo para junto do meu .

[...]

- Hmmm , foi perfeito – Suspirei com a cabeça no peito de Arthur

- Foi perfeito porque é você e eu coisa linda – Ele me dá um beijo carinhoso . Paramos ao ouvir a chuva grossa bater nas janelas .

- Vixi , e agora – Falei meu apoiando em seu peito o olhando .

- Não sei ... Deixa eu ver que horas são ... Putz , 21:00 , tem certeza que quer ir pra casa ... Porque a gente não passa a noite aqui juntinho e amanhã te levo pra conhecer a cachoeira e vamos pra casa – Ele falou me dando selinhos a cada palavra e eu ri baixinho

- Perfeito .

- Vou mandar uma mensagem pra dona Kátia avisando que vamos ficar por aqui . – Ele se arrumou pondo a boxer em quanto eu esperava de olhos fechados . Mesmo depois de tudo que tinha acontecido ,ainda morria de vergonha .

- Coisa linda – Ele me deu um beijo digitando a mensagem .


4 comentários:

  1. awn lindo *--* posta ++++++++++++++++

    ResponderExcluir
  2. Que fofo!! Amei a musica perfeita!! Posta mais!!

    ResponderExcluir
  3. eles são muito perfeitos...#sonho...posta mais...

    ResponderExcluir
  4. Amanda Cruz (Pres. Prudente-SP)16/07/2013 21:53

    Perfeito!!!! Posta mais!!!

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo