12 de jul de 2013

A garota do intercâmbio - Cap 28





Quando recuperei o fôlego me virei para Lexi que estava abraçada a um cara loiro 

- Que bonito ein cunhadinha ... Bom esse é o Charlie , Charlie essa é Lua minha cunhada beijoqueira . - Apertei a mão do garoto que sorriu e logo atendeu o celular  

- Obrigada , o vestido é novo – Ela riu me dando um tapinha do braço 

- Agora cai entre nós que fogo o de vocês viu – Ela riu maliciosa e eu tampei o rosto com as mãos 

- Obrigada acaba de me deixar oficialmente envergonhada 

- Ah que orgulho ma suma para a minha lista ! – Ela sorriu e eu dei um tapa na sua testa 

- Sabe você por em quanto é a cunhada mais simpática que eu já tive 

- Isso é bom não é ? – Olhei para ela que riu 

- Claro que é sua boba , gosto de você com o meu irmão , vocês são fofinhos juntos a cachinhos dourados e o Aladdin – Ela piscou os olhos e eu franzi o cenho Aladdin ?

- Aladdin , Lexi ? 

- Ah então ele não te contou que quando era criança queria ser o Aladdin uh , pois bem meu irmão queria ser o Aladdin para ter um macaquinho e um tapete voador , bizarro não 

- É fofinho – Eu ri da cara dela

- Já vi que vocês são casal doçura os do tipo que me dão uma crise aguda de açúcar no sangue certo ? – Ela fez careta 

- Bobona

- É de família ... cara cadê o Arthur ! Ele morreu afogado foi ?

- É verdade ele ta demorando 

- Viram o Arthur ? To procurando ele a um tempo – GG chegou perto de nós e Lexi fingiu vômito e eu virei os olhos . 

- Engraçadinha Alexa ! Sério cadê o Thur , ele saiu de perto do nada 

- Ele tinha coisa melhor par fazer – Falei e ela riu sínica 

- Ah jura , tipo te dando um fora bem dado – Ela mexeu a cabeça de um lado para o outro eu quis que ela tivesse um torcicolo .


- Não te excluindo da vida dele mesmo – Lexi se meteu
- Cala a boca fantasminha camarada 

- Ok eu posso ser branquela mesmo e daí , pelo menos eu não sou uma garota que põe um quilo de maquiagem no rosto e uma cinta debaixo das para parecer magra Giovanna Gorda 

- Aw a pirralinha se acha , tadinha a mamãe não aguentou a filinha rebelde sem causa e pôs num internato foi ... Acorda garota mais indesejada no mundo do que você nunca existira “ 
Lexi “ – Ela encostou no seu cabelo e eu me meti no meio

- É mesmo e se você fosse a toda boa não ficaria dando em cima do namorado dos outros né “Gê”

- Nossa a “cachinhos dourados “ tem língua , achei que a cunhadinha pirralha tivesse que falar por você

- Vai procurar quem te queira garota que por aqui estamos fazendo caridade , vaza valeu

- Quem vai me tirar ? – Ela chegou perto 

- Eu “docinho”, vaza garota estúpida acho que já deu pra você – Cam chegou se metendo entre eu e ela 

- Nossa o garotão vai defender a amiguinha ?

- É vou e sabe o NAMORADO dela não vai gostar de ouvir isso – Ele sacou o telefone dando play a nossa discussão 

- Apaga isso garoto! 

- V-A-Z-A ! É o meu último aviso olhe ele vindo ali , ele vai amar ouvir não ?

- Você me paga otário – Ela saiu pisando duro e nós rimos

- Entendeu porque eu tenho surtos psicóticos com essa garota – Lexi apertou as mãos em punho 

- Ô se entendi – Virei os olhos 

- See ya , Lua e Lexi – Cam saiu porta a fora , me virei encontrando Arthur parado atrás de nós 

- O Cam de novo ? – Ele perguntou com uma careta 

- É , ele é amigo do Charlie , parou com  a crise certo – Lexi virou os olhos 

- E você se afogou no banheiro – Segurei sua mão caminhando até a porta 

- Quer mesmo que eu fale o que fui fazer lá ? – Ele riu malicioso e eu balancei as mãos 

- Não obrigada .

- Hey Lexi cadê o Charlie – Ela pediu para que esperássemos com o dedo e nós paramos de andar .

- Ok , também te amo , se cuida ... Tchau – Ela guardou novamente o celular no bolso 

- Problemas com o pai dele de novo – Ela sorriu triste 
   
- O cara precisa de ajuda , a mãe dele se matou o é pai alcoólatra e odeia ele e a irmã , é barra – Arthur falou com uma cara meio entristecida  - E o pior , ele e a irmã são gente boa .
- Sinto muito – Sorri fraco e ela retribuiu 

- Eu sei, o Charlie sofre com isso . As vezes ele fala em internar o pai mas... ele o ama tanto e apesar de tudo ,ele e a Emily amam o velho deles .

- Não sei o que dizer , falei entrando no carro 

- Ai Lu , as vezes nem eu sei o que dizer pra ele .Eu só queria poder acabar com o sofrimento dele , e saber que eu não posso fazer nada é doloroso .

- Relaxa irmãzinha a gente vai pensar em algo ... eu prometo – Arthur segurou seu queixo 

- Vou cobrar viu – Ela enxugou algumas lágrimas nas costas das mãos – Liga o rádio ?

- Amor liga pra mim ? O porta cd’s tá ali no porta luvas – Own’t ele me chamou de amor ^^

- Ok – Peguei o porta cd’s e o pus no meu colo 

- Thur , têm Coldplay – Lexi se pôs novamente sentada o olhando pelo retrovisor
- Acho que sim baixinha 

- Como se você fosse tão mais alto que eu panaca ...

- Achei – Falei ligando o rádio e pondo o cd 

- Aumenta eu gosto dessa ... – Aumentei e comecei a cantar baixinho , Arthur antes de dar ré com o carro me deu um selinho e sorriu , retribui e Lexi tossiu brincando 

- Ok , já parei – Arthur falou rindo 

Continua ...

Meninas esse capitulo não foi romântico eu sei  , mas foi como se fosse o inicio do elo de ligação da Lua com a Lexi , espero que tenham gostado a pesar de tudo , Beijos ,

Se chegar a 5 comentários posto mais 3 #GO

4 comentários:

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo