29 de jul de 2013

36ª Capítulo: "Tudo por uma promessa"


POV NARRADOR
No dia seguinte, logo pela manha, Arthur assim que acordou olhou para o lado e viu que a sua princesa ainda dormia. Ela tinha a barriga descoberta pelo lençol e ele ficou admirando tamanha beleza. Ficou pensando que daqui a uns meses aquela barriga não será mais a mesma e será nela que irá crescer uma foi feita por eles dois. Um ser que se tornará a coisa mais amada das vidas dele.


Arthur pousou a mão na barriga de Lua, que ainda dormia, e ficou esperando ver alguma reação, mas como é logico, não sentiu nada, pois o bebé ainda é bem pequeno.

Arthur: será um jogador de futebol ou uma princesinha? – disse encantado, ainda olhando a barriga de Lua
Lua: seja o que for, será perfeito – disse a menina, acabada de acordar, ainda com voz fraquinha de sono
Arthur ri: acordada já? – deu um selinho nela – estava aqui falando com a nosso bebé
Lua ri: reparei… tava fofo – deu outro selinho nele
Arthur: to louco para saber o sexo dele ou dela
Lua: será normal eu já querer comprar as coisinhas para ele?
Arthur: ele?
Lua: o bebe… - riu – amor, podemos comprar coisinhas que dá para os dois
Arthur: como por exemplo?
Lua: roupinhas brancas ou amarelinhas… ahh amor, por favor, vamos hoje – pediu, segurando o braço de Arthur
Arthur ri: está bom. Mas hoje temos de ir ao Tribunal… lembra?
Lua: lembro – ela fez carinha triste – vai ser difícil encarar ele de novo
Arthur: o Thiago vai jogar para perder… nós somos mais fortes – segurou a mao dela – agente vai ganhar isso, agente merece
Lua: eu sei que sim… mas só de ver ele dá uma certa raiva.
Arthur: tem calma… vai dar tudo certo

Os dois levantaram e separadamente foram para o banheiro se arrumar. Depois, desceram para tomar o café da manha calmamente, enquanto viam as noticias pela tv.
De seguida, saíram os dois de casa, calmamente. Arthur dirigia enquanto Lua certificava-se de que tinha os papeis da gravides todos para depois poder entregar.

Lua: não esqueci de nenhum
Arthur: ainda bem, assim não voltamos para trás
Lua: estranho esse tempo… não estamos nem no Verao e faz mó calor – abriu de seguida o vidro do carro
Arthur ri: calor?
Lua: é, voce não tem?
Arthur ri: nenhum… tá à vontade para fechar esse vidro
Lua: mas eu tenho calor
Arthur: deve ser sintomas de gravida
Lua: agora tudo o que eu sinto é porque estou gravida? – disse irritadinha
Arthur ri: não porque voce já me amava antes de estar gravida
Lua: impressionante que voce consegue sempre virar o assunto né?
Arthur ri: voce ama que eu sei
Lua ri: convencido… toma noção na estrada, que eu quero chegar bem viva ao tribunal
Arthur: tem calma, que estamos chegando

Não demorou muito tempo para chegar ao local frio e sem vida, que tinha aquele tribunal. Os corredores eram frios e estavam super vazios. Eram até bem sinistros.
Entraram na sala do costume. De um lado, Lua, Arthur e o advogado dos dois e do outro lado, Thiago e o seu advogado ambicioso.

Juiz: bom, mais uma vez estamos aqui todos reunidos para discutir a herança da dona Maria. Como sabemos, o dinheiro só era entregue à Lua Blanco, caso ela estivesse casada com Arthur Aguiar e desse relacionamento resultasse um filho. Alertando ainda, que nada podia ser fingindo. Como podemos bem ver, os dois estamos juntos, casados e pelos vistos felizes com a chegada do filho, não é assim?
Lua: sim, é  - sorriu
Juiz: vamos passar agora às provas… dona Lua Blanco, cade o atestado medico de gravidez?
Lua: aqui – mostrou o papel, que um homem recebeu para entregar ao juiz
Juiz: muito bem – ele pegou e começou a ler

Todos ficaram nervosos com o tempo que o juiz demorou a ler toda aquela informação no papel descrito. Lua e Thiago se encaravam como nunca. Olhos de raiva e mais raiva.

Juiz: bom – todos prestaram atenção à ele – é realmente verdade que Lua está gravida. Sendo assim, voce Lua, está a um passo de receber tudo o que a sua avó lhe deixou
Thiago: PRETESTO – gritou naquela sala, fazendo eco – Esse casamento é falso, esse filho foi feito à custa da porcaria desse dinheiro! Eles não se amam, nunca se amaram… é tudo farsa!
Juiz: voce por acaso tem provas?
Thiago: tenho sim!
Juiz: então que provas são essas?

Thiago se levantou e foi até o juiz. Com ele. Levou todas as fotos que provam que Lua e Arthur no inicio de tudo isto não eram um casal.
Se bem se lembram, Lua e Arthur no inicio quando se juntaram, não gostavam um do outro. Quero dizer, Lua adorava Arthur, mas ele não sentia o mesmo pela menina. So com o passar do tempo, é que o casal descobriu novos sentimentos um pelo o outro. E nesse tempo, Thiago contratava pessoas para os seguirem e assim flagrar cenas que mostravam que eles não eram um casal.

Thiago: bom, aqui nessa foto – mostrou – podemos ver que eles não dormiam no mesmo quarto, muito menos na mesma casa. – mostrou outra – aqui, era quando eles apenas davam um beijo por dia, que era para assim se acostumarem – mostrou outra foto – aqui, foi no meio de uma discussão…
Juiz interrompe: mas pelas datas que eu estou vendo, isto já tem tanto tempo
Thiago: claro que tem. Foi bem antes de eles se casarem
Juiz: mas meu caro… voce não está entendendo. Eu não quero saber de coisas que já aconteceram à tanto tempo assim, eu quero é coisas do presente. Eles estão juntos, casados e em breve terão um filho… é isso que importa!

E apos a resposta do Juiz para o Thiago, Lua e Arthur festejaram de alegria ao ouvir tal coisa da boca dele, deixando assim Thiago super mal.

Os dois saíram do tribunal e foram até uma sorveteria, normalmente, tomar sorvete.

Lua ri: eu morri com a cara que ele fez
Arthur ri: eu também. Ficou com cara de pau
Lua ri: que é o que ele tem mesmo
Arthur ri: fato – ele chamou o garçon – por favor, são 2 sorvetes
Lua: eu quero de limão
Arthur: limão amor? Tem a certeza?
Lua: hum hum – disse decidida
Arthur: bom, eu quero de baunilha
Garçon: trago já – ele saiu
Arthur: voce anda com os gostos meios estranhos, voce não acha?
Lua: e voce anda reclamando muito
Arthur ri: eu é que reclamo é?
Lua ri: hum hum, muito – Lua chegou a cadeira dela, para mais perto de Arthur – tenho que te dizer uma coisa
Arthur: o que? – ele pos o braço de volta dela
Lua: muito obrigada de novo por o que voce tá fazendo por mim
Arthur ri: não precisa de agradecer meu bem
Lua: logico que precisa – ela insistiu – voce largou quase tudo da sua vida para ficar comigo
Arthur: para te ajudar
Lua: eu sei e estou te muito agradecida por isso
Arthur: não pensa mais nisso – abraçou ela forte – pensa que estamos juntos, felizes e isso é o que mais importa – beijou a menina
Lua: fato – saiu do beijo, o beijando de novo

E pronto… parecia que agora tudo seria um mar de rosas, mas será mesmo? Será que agora ia ser só o bebé nascer e assim logo teriam o dinheiro nas mãos?
Esperar para ver é a única solução…

Um comentário:

  1. Até duvido que tudo aconteça como um mar-de-rosas!!!*_*

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo