23 de jul de 2013

33ª Capítulo: "Tudo por uma promessa"

POV NARRADOR
Tudo o que é bom acaba né? E para o nosso casalinho não é diferente. Eles vao ter de aproveitar as maravilhas da Nassau muito hoje, pois amanha não terão oportunidade para mais.



Arthur: eu proponha um passeio bem romântico para nós e depois no final do dia, mergulhávamos na piscina do hotel, porque voce ainda não foi lá
Lua: é, voce decidiu ir sem mim – fez bico
Arthur ri: sua linda – abraçou ela pela cintura – voce agora que sabe que tá gravida, sempre faz esse bico lindo que eu amo – deu um selinho nela
Lua ri: mas eu gosto de fazer isso – deu outro selinho nele
Arthur: vamos embora daqui, ou então eu te agarro e não saímos daqui hoje
Lua ri: tá bom

Eles já estavam prontos desde das 9horas da manha, mas resolveram, como sempre, tomar o café da manha no quarto e dar mais uns beijinhos aqui e ali… resumindo: saíram do quarto quase as 11horas da manha.
Mas deu tempo para aproveitar tudo.

O casal foi dirigido por um guia turístico que os levou a eles e a outros turistas aos lugares que faltavam visitar. Nomeadamente lugares importantes de politica, administração, museus e ensinou-os também o significado de varias estátuas que Nassau tem espalhado.
O ultimo lugar em que pararam, foi num lugar bem mágico.

Lua: eu estou sem palavras – disse sentando na cadeira do bar onde estavam
Arthur: pensei que esses lugares só existiam em filmes
Lua ri: pior que eu também
Arthur: olha só a cor da agua amor
Lua: dá vontade de mergulhar né?
Arthur ri: muita – ele estava rendido com a paisagem – um dia vamos voltar aqui, mas dessa vez com o nosso bebé – ele pôs a mao na barriga dela
Lua ri: vamos mesmo?
Arthur: eu vou tentar que sim – deu um selinho na Lua
Lua: bom, tudo isso me deu fome
Arthur: é verdade. Voce está à mais de duas horas sem comer. O que voce quer?
Lua: quero um hambúrguer com babatas fritas e o suco pode ser – ela pensou – coca-cola
Arthur: amor, tudo isso?
Lua ri: hum hum. Eu tento partilhar com voce
Arthur ri: tenta?
Lua ri: eu to com fome Arthur. seria capaz de comer um tubarao – disse irónica
Arthur ri: tolinha – riu ainda mais – mas eu acho que Coca-cola não vai fazer bem para o bebé
Lua: é verdade – pensou melhor – é melhor um suco tropical, aquele que agente bebeu da outra vez
Arthur: trato disso

Arthur tinha de satisfazer as necessidades da sua mulher gravida, mesmo que o pedido parece-se meio impossível.
Mas o que ela pediu hoje, nem era tao difícil assim, pelo contrario. Os hambúrgueres vendem-se em todo o lado do mundo, eu acho.

Lua: humm, que delicia – disse dando uma dentada no hambúrguer
Arthur: nem vai partilhar comigo? – ele fez bico, enquanto bebia o seu suco tropical também
Lua: não – ela riu – isto é muito bom para voce. É so para mim e para o meu bebé – ela disse com a mao na barriga, enquanto dava uma gargalhada que tanto o Arthur gostava
Arthur: mas eu sou o seu bebé – ele riu – voce me chama assim
Lua ri: voce sabe a que eu me referia
Arthur ri: sei…

Ficaram lá comendo, enquanto admiravam a paisagem. Mas Arthur queria mais que olhar, ele queria passear por lá e descobrir alguma coisa naquelas areias e aguas deslumbrantes. 

Arthur: terminou?
Lua: hum hum. Estou cheia de mais – respirou fundo
Arthur: eu falei que era para voce partilhar comigo.
Lua: tolinho
Arthur: mas voce está bem?
Lua: estou – respirou fundo de novo – vamos andar um pouco?
Arthur: sim, eu ia dizer isso agora mesmo

Arthur ajudou ela a levanta, lhe dando a mao e de seguida deixaram o bar, pagando antes a conta.
Desceram as escadas que davam acesso à areia, tiraram os sapatos e caminharam à beira mar.
Lua estava rendida com aquela agua tao clara. Dava até vontade de mergulhar e ficar por lá. Mas infelizmente, ela não tinha biquíni ali.

Arthur: vamos sem biquíni uê
Lua ri: pirou né?
Arthur ri: um pouco – confessou – vem, vamos continuar a andar um pouco

E de mãos dadas, eles foram andando até chegar em uma parte do areal, que não tinha mais saída.

Lua: que preguiça de voltar para tras – ela riu, mostrando a língua
Arthur: eu te levo ao colo – pôs as mãos na cintura dela
Lua: não – tirou as mãos – antes, vamos descansar um pouco. Vai me dizer que não está cansado?
Arthur: nem um pouco – disse
Lua: tá, mas eu estou!

Lua pegou a mao do Arthur e foram os dois sentar debaixo d uma árvore enorme, com folhas caídas.

Arthur: amanha temos de acordar bem cedo para irmos para o avião
Lua: é… amanha voltamos à realidade.
Arthur: nem fomos a uma balada aqui
Lua: ainda temos tempo. Mas também eu nem gosto muito
Arthur: voce não gosta, porque nunca foi comigo
Lua: eu acho que agente já foi sim
Arthur: eu não me lembro
Lua: é né, voce nunca se lembra de nada que tenha passado comigo mesmo – fez bico, cruzando os braços
Arthur ri: voce é tao criancinha - ele pegou nela e trouxe para mais perto dele – faz birra por qualquer coisinha
Lua: não faço birra! – se defendeu
Arthur ri: mas eu gosto quando voce faz
Lua: tá, então eu faço sempre – riu
Arthur: amanha vamos contar a todo o mundo que vamos ser pais?
Lua: sim… como será que eles vao encarar isso?
Arthur: tenho a certeza que a minha mae vai pirar! O meu pai, eu acho que vai ficar normal, ele vai dizer que a vida é minha.
Lua: mas a sua mae vai pirar como assim?
Arthur: vai falar que eu sou louco, isso eu tenho a certeza. Mas bom, voce vê amanha
Lua: to até com medo de tudo o que vem por ai
Arthur: não vamos pensar nisso

Lua levantou, deu as mãos a Arthur e ajudou a levantar ele também. Em 30 minutos, eles foram andando de novo até à beira mar, mas ir junto com os outros turistas até ao hotel.
Na carrinha, até ao hotel, Lua foi no colo de Arthur, para que mais gente pudesse ir lá na carrinha.
Durante o percurso até lá, o casal ficou se beijando, mas como ainda faltava muito tempo para chegar lá, Lua acabou adormecendo no ombro do Arthur. ele ficou rendido vendo ela dormir…

Arthur: Lua, chegamos – tentou acordar ela
Lua: aii, adormeci – disse levantando a cabeça, ainda com rosto de sono
Arthur: pudera… voce canso de me beijar
Lua ri: isso não é possivel
Arthur ri: é sim
Lua: voce já cansou de se beijar para saber?
Arthur ri: quer saber? Vamos embora

Eles saíram da carrinha e foram para o quarto. Até lá, passaram pelo elevador, onde ia também um rapaz e um menino de mais ou menos 3 aninhos. O rapaz olhou a Lua de cima a baixo, assim que a loirinha saiu do elevador. Felizmente, Arthur não notou isso, nem mesmo a Lua.

Arthur: vamos agora para a piscina?
Lua: sim – pulou de alegria – mas nem sei qual é o biquíni que levo
Arthur: o maior
Lua: como assim o maior?
Arthur: uê, o menos curto né?! – encarou
Lua: mas porque?
Arthur: porque lá na piscina tá cheio de gente e…
Lua interrompe: eu vou levar o que eu quiser – deu de ombros

E assim foi. Decidida, ela vestiu apenas o que estava mais à mao. Pegou depois um vestidinho branco leve, calçou as sandálias, preparou as coisas necessárias e estava pronta para ir para a pisicina.
De mãos dadas e de óculos de sol, o casal foi até à piscina.

Lua: hummm, vai me saber tao bem esse mergulhinho – disse tirando o vestido
Arthur: vou passar protetor em voce
Lua: tá – ela pôs o cabelo de lado e Arthur passou nela
Arthur: pronto
Lua: obrigada

Lua foi a caminho da piscina. Enquanto descia as escadinhas daquela maravilhosa piscina, uma criança passou correndo por ela, mas Lua agarrou a menina pois ela parecia muito pequena para saber nada.

Lua: ei, onde voce vai? – sorriu para a menina
Xx: Carol, volta aqui – segurou a menina, depois olhou nos olhos de Lua – desculpa, ela fugiu de mim
Carol: eu quelia a agua – falou com voz de bebé
Lua ri: é normal… que linda que voce é – fez um carinho no cabelo loiro da menina
Carol: obligada – falou de novo da mesma forma
Xx: obrigado por ter segurado ela – sorriu – eu sou o Nuno
Lua: eu sou a Lua – sorriu – voce está também passando ferias aqui com a sua família?
Nuno: na verdade é so eu e ela. Somos a família um do outro – pegou a menina ao colo – vou embora na semana que vem
Lua: eu vou embora amanha já. Vai custar de mais, mas tem de ser. O brasil me chama
Nuno ri: também sou do Brasil
Arthur chega: o que está acontecendo aqui? – disse, desconfiado, pondo a mao na cintura da Lua
Lua: nada de mais bebé. Apenas segurei a Carol para ela não ir para a agua – ela riu – ela é linda né?
Arthur ri: muito
Nuno: bom, obrigado de novo. Foi um prazer conhecer voce. Até
Lua: até – Nuno foi embora da piscina com a bebé ao colo
Arthur: “foi um prazer conhecer voce” – imitou ele
Lua ri: que foi?
Arthur: ele não é o mesmo cara do elevador?
Lua: - pensou – pensando agora, sim, era ele.
Arthur: ele tava te perseguindo é?
Lua ri: amor, deixa de ser tolinho né?
Arthur: não gostei de ver ele perto de voce
Lua: não sabia que voce era ciumento
Arthur: quem disse que são ciúmes? Eu apenas não gostei de ver ele. Achei uma plena falta de respeito da tua parte, tar comigo e falar com ele
Lua ri: primeiro, eu não estava com voce, eu estava sozinha aqui. Segundo, me beija? – pediu, esquecendo o assunto anterior
Arthur: logico – riu, beijou a loirinha e foram os dois mergulhar

3 comentários:

  1. esses dois são maluquinhos....rsrs

    ResponderExcluir
  2. Muito boa essa web!

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo