17 de jul de 2013

22ª Capítulo: "Tudo por uma promessa"

POV NARRADOR
No dia seguinte, o nosso casal acordou por volta das 11horas da manha, com o sol a passar pelas cortinas brancas do quarto deles. Lua se espreguiçou e assim bateu, sem querer, com a mao no rosto do Arthur, fazendo ele acordar…


Arthur: ai – reclamou
Lua: desculpa, foi sem querer – falou dando um beijo no rosto dele – to com preguiça de levantar
Arthur: somos dois… vamos ficar aqui o resto do dia?
Lua: não – ela riu – eu to com fome… sabe o que eu queria agora?
Arthur: o que?
Lua: eu queria uvas – disse fazendo bico
Arthur: acho que não tem em casa
Lua: vai comprar pra mim amor
Arthur: mas agora? Poxa Lu, não tenho coragem nem de sair da casa – disse abraçando ela, deitando a cabeça no seu peito
Lua: não Arthur, vai lá, por favor – pediu, empurrando ele
Arthur: tá bom coisa chata… mas voce me paga viu?
Lua: hum hum – disse sorrindo
Arthur: mas antes me dá um beijo – ela apenas deu um selinho – Não amor, eu falei um beijo
Lua: ohh coisa chatinha mais linda – reclamou, mas deu um beijo nele
Arthur: não amor, quero com mais convicção
Lua ri: Arthur, vai logo
Arthur: não saiu daqui enquanto voce não me der um beijao
Lua ri: idiota

Dessa vez Lua caprichou no beijo que deu nele, subindo para o colo dele e bagunçando todos os seus cabelos. Arthur aproveitou a situação para puxar a cintura da moça para mais perto de sim, e assim esquentar um beijo de tal maneira, que ficou com desejo dela… Na hora que tava tentando puxar a camisa de dormir da Lua para cima, a menina sai do colo dele.

Lua: vai logo, voce já se aproveitou demais – disse ela rindo, limpando os seus lábios completamente vermelhos
Arthur ri: tá, mas antes preciso de um banho
Lua: não amor, vai logo…
Arthur ri: fala de novo isso
Lua: vai logo
Arthur: não é isso, é o que voce disse antes
Lua: amor?
Arthur: sim – ele sorriu – fala isso de novo para mim
Lua: vai lá amor, por favor – disse manhosa, dando beijos no pescoço dele
Arthur ri: tá bom, eu vou bebé

Arthur saiu da cama, mas antes deu mais um beijo em Lua. Foi para o banheiro, tomou um banho e de seguida veio para o  quarto só de cueca boxer, fazendo quase Lua enlouquecer.
Ele ficou se vestindo, enquanto ela ainda permanecia na cama.

Lua: to farta de ver a múmia da minha prima aqui em casa…
Arthur: não fala assim dela
Lua: vai defender? – disse seria
Arthur: não, mas ela provou que mudou, deixa ela
Lua: se voce diz – deu de ombros - amor, to achando que voce precisa de malhar
Arthur: voce acha? – disse ele preocupado, se vendo no espelho enorme que têm no quarto
Lua: tenho a certeza – disse ela zuando – os teus braços estão ficando fraquinhos
Arthur: mentira Lua… tenho mó corpao – disse tentando se convencer
Lua ri: eu sei que voce tem amor, mas vai logo comprar as minhas uvas antes que eu morra
Arthur: tá bom – ele riu

Arthur apos se arrumar, desceu para a cozinha, onde tirou uma maça e quando ia para a porta de saída da casa, viu que Matilde também ia.

Arthur: bom dia
Matilde: bom dia Arthur – sorriu – nossa, essa camisa te fica muito bem
Arthur: obrigado – sorriu
Matilde: mas aqui tá mal posto, deixa eu arranjar – falou inventando
Arthur: tá, obrigado – ele deixou

Matilde endireitou a parte de cima da camisa, e de seguida passou as mãos pelo peito de Arthur, logico que por cima da camisa, mas mesmo assim ela se aproveitou. Ela fazia isso, fingindo apenas sacudir a camisa, ele nem notou que ela apenas se aproveitava para ficar mais perto dele.
Enquanto ela elogiava ele de novo, se aproximava, ficando encarando ele a poucos centímetros de distancia, diria eu quase lhe beijando, e nesse momento Lua aparece no canto de cima das estadas, vendo tudo…

Matilde: nossa Arthur, voce tem mó corpao – falou chegando perto
Arthur ri: ainda hoje a Lua reclamou
Matilde: quem me dera ter alguém do meu lado que nem voce sabe? Sinto muito a falta de uma pessoa assim carinhosa, linda e simpática como voce – disse pegando a gola da camisa dele
Arthur: é… quem sabe voce não encontre – disse quase se rendendo

Parecia que Matilde enfeitiçava Arthur com aqueles olhos verdes, e ele tava quase se rendendo, quase tocando nos lábios da moça, quando na real, Matilde é que saiu…

Matilde: bom, tenho de sair – sorriu – beijo, ate logo
Arthur: tchau… - disse confuso

Lua viu toda a cena e nem pode acreditar. Logo perdeu a vontade de comer as suas uvas mas mesmo assim Arthur foi lá comprar.
30 minutos depois, ele chegou com as uvas. Lua estava vestida e bem arrumada, sentada no sofá, vendo tv, esperando o namorado.

Arthur: amor, cheguei – disse ele entrando em casa – olha o que eu trouxe para voce – disse sentando ao lado dela – são ótimas – disse tirando uma uva e comendo – não vai nem agradecer?
Lua: agradecer pelo quê? Voce quase beijar a minha prima, ou por ter demorado de mais a ir comprar o que eu queria? – falou irritada
Arthur: quase beijar a sua prima? Ficou maluquinha agora? – falou nervoso
Lua: eu vi ok Arthur? – disse o encarando – primeiro defende ela de manha, agora quase a beija na porta de casa… lindo!
Arthur: Lua, eu não tive culpa, ela é que se atirou…
Lua: e voce foi na bola dela
Arthur: eu não sei o que me deu…
Lua: idiota! – falou cruzando os braços
Arthur: quem? Eu ou ela?
Lua: os dois! – falou irritada – a Mel ligou, temos de ir almoçar à casa dos seus pais, eles querem ver as ultimas coisas para o casamento. Mas sabe que depois da cena que eu vi hoje, perdi a paciencia para tudo isso! so me apetecia contar a todo o mundo que tudo isso não passa de uma estupida prom…
Arthur interrompe: de novo essa conversa? Será que voce não aguenta ver apenas uma coisa correr mal? Voce prometeu e vai cumprir! Eu to do seu lado
Lua: tá do meu lado e com o olho na minha prima. Sempre falei que ela era uma cobra, mas parece que voce não entende
Arthur: não fala assim dela…
Lua interrompe: de novo defendendo? Olha arthur, eu vou para o carro, não demora

Lua pegou a bolsa dela e foi para o carro. Arthur deixou as uvas na cozinha e foi para lá também. Estavam de novos chateados e foram almoçar à casa dos pais do Arthur assim.

Matilde saiu de manha e foi se encontrar com Thiago, à casa dele.

Matilde ri: to falando… nem é preciso eu fazer nada, eles discutem sempre.
Thiago: e voce tem a certeza que viu ela nas escadas? Ela assistiu à cena toda?
Matilde: sim. Eu me aproximei dele e ela viu tudinho
Thiago: voce deveria ter beijado ele
Matilde: não ia fazer isso… mas quem sabe em uma próxima.
Thiago: temos de acabar com esse casamento
Matilde: quais são os planos?

(…)

Após o almoço bem agradável na casa dos Aguiar, ficaram lá conversando um pouco sobre o casamento. Lua comeu a sobremesa e desde ai que ficou sentindo umas coisas estranhas na sua barriga, algo sabia mal, mas conseguiu se controlar lá, o pior, foi quando mesmo chegou em casa e teve de botar tudo para fora.
Arthur bateu à porta do banheiro varias vezes, mas a menina nunca abria o que o deixava preocupado. Pouco depois de ela escovar os dentes, ela saiu, indo logo deitar na cama.

Arthur: o que houve? – disse deitando ao lado dela, pondo a sua mao na barriga dela
Lua: não sei, passei mal… - disse meia fraquinha
Arthur: voce botou tudo para fora mesmo?
Lua: hum hum… acho que a sobremesa não estava boa
Arthur: mas eu comi e estou bem
Lua: vai ver que era so a minha
Arthur: logo voce? Mas porque?
Lua: e eu é que sei? – falou irritada
Arthur: mas voce tá bem agora?
Lua: to – respirou fundo – to meia atordoada ainda
Arthur: eu vou buscar as uvas que voce me mandou comprar e não comeu
Lua: não comi porque perdi a fome quando te vi com a outra
Arthur: a outra é sua prima
Lua: que eu não quero saber. E quer saber? – falou sentando na cama – vou dizer a ela, quando é que ela vai embora!
Arthur: voce não vai fazer isso! – falou irritado
Lua: vou sim! Vou só esperar ela chegar
Arthur: Lua, deixa de ser tolinha
Lua: tolinha nada! Na minha infância ela sempre me roubou tudo e não vou deixar ela te tirar de mim também… chega de perder tudo para ela, chega! – disse quase chorando
Arthur: bebé, não quero te ver assim – abraçou ela – voce não me vai perder, eu sou todo seu
Lua: e eu toda sua – se abraçaram e de seguida se beijaram
Arthur: toda todinha?
Lua: toda todinha! – ela confirmou, sorrindo
Arthur: ótimo – falou beijando de novo os lábios doces da menina…


Um comentário:

  1. Q ódio dessa Matilde affs...Mais foi lindo eles se declarando no final by :BEATRIZ

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo