1 de jul de 2013

2° Cap. "A garota da porta vermelha"

  
“Eu nunca amei tanto atender telefonemas”



- AH QUE SACO! Eu nem sei como começar uma porcaria de livro de memórias. EPA! O que eu disse? Livro de Memórias? ACHEI O NOME! É bem melhor que diário, tudo bem que parece coisa de velho, mas é melhor parecer coisa de velho do que coisa de criança. Então tá decidido. - Lua falava sozinha (como sempre) enquanto digitava no topo da página “LIVRO DE MEMÓRIAS DE UK, por Lua Blanco”, sorriu olhando para a tela do “seu” computador.

A garota morava na casa dos Aguiar há quase um mês. Lua estava adorando morar ali, dois dias antes de se mudar, Julia perguntou a ela com qual ela gostaria que a porta de seu quarto fosse pintada, já que a porta do quarto de Julia era roxa, a do antigo quarto de Arthur azul e da Sra. Aguiar amarelo claro, então Lua logo disse que sua cor preferida era verde, mas para a porta do quarto ela queria vermelha.

A garota havia contado para Julia e para a Sra Aguiar (a quem Lua apelidou de “Tia”) que é fã do McFly, elas gostaram de saber e prometeram a Lua que iriam a um show da banda assim que fosse possível. Lua ainda não conhecia nenhum dos integrantes do McFly, mas no terceiro dia na nova casa...

- Julia! Telefone! – Lua falava em um tom alto para que a amiga que estava no andar de cima pudesse ouvi-la.
- QUEM É? – Julia grita com a voz um pouco abafada.
- Sei lá ué! Eu não atendi!
- ENTÃO ATENDE NÉ Lua?!?
- FOLGADA! – Lua grita rindo - Alô?
- Alooou – uma voz risonha surge do outro lado da linha
- Quem fala? – Lua pergunta, já que não sabe de quem é o número que apareceu no detector de chamadas.
- Quem fala? – “a voz” pergunta ainda com o tom de riso
- É sério, quem tá falando? – a garota odeia esse tipo de diálogo
- Quem é você? – ele continua brincando com a garota
- Você é quem tá ligando, então é você quem deve se identificar – Lua começava a ficar nervosa
- Você está na minha casa, então você deve se identificar – a garota gelou,“bem que eu tava reconhecendo essa voz”, pensou.
- Oh, é o Arthur? – “Não Lua, sua anta, o Darth Vader é quem tem essa voz linda”, a garota ficará nervosa com si mesma.
- Sim sou eu. E você deve ser a garota brasileira, né? A que roubou meu computador! – “Ih, a mania da Cath pega, é?”, ela pensou e soltou uma risada bem baixinha.
- É isso mesmo. Desculpe-me, Arthur, é que eu não sabia o número do teu celular, daí eu tive que exigir saber quem era, e não se preocupe eu vou comprar um notebook o mais rápido possível.
- Relaxa, você fez bem. Seu nome é Lua, né? Minha mãe fala muito bem de você, viu? E sobre o computador, não precisa comprar um, eu só uso esse quando vou aí, o que eu não tenho feito com freqüência ultimamente, por isso a partir de hoje ele é nosso, okay? Não aceito não como resposta. – ela quase morreu de alegria ao ouvi-lo dizer seu nome.

- Lua, exatamente. Sério? Fico feliz em saber disso. Ah, então, se você não aceita um não, eu agradeço, e não se preocupe: eu não mexi em nada, nem tinha como também né? Aposto que você bloqueou seus arquivos. É... Você quer falar com a Julia? Tua mãe não tá em casa. – por mais que estivesse adorando falar com seu McGuy favorito, Lua temia dizer alguma besteira, por isso queria acabar com o melhor telefonema que já atendeu.
- Hahaha, é eu bloqueei mesmo, meus primos fuçavam meu quarto de vez enquanto. Ah é, quero sim. Obrigado, Lua, um beijo, tchau! – ele disse pausadamente.
- Hahaha, primos sei bem. Por nada Arthur, beijos e tchau - finalizou a ligação e mandou Julia atender no telefone do andar de cima. Lua não podia parar de sorrir “ele falou meu nome! Ele me mandou um beijo! Ele FALOU comigo! Ou melhor, EU FALEI COM Arthur Aguiar!”. A “garota do Brasil” (ela deixou de odiar tanto esse apelido após Arthur tê-la chamado assim) dormiu super feliz.

- E aí, Lua? Já tá escrevendo seu diário? – a Sra. Aguiar perguntou sentando-se para tomar café da manhã.
- Ah Tia, eu até comecei, mas desanimei. E eu mudei o nome, agora é um livro de memórias, porque livros têm imagens, assim eu posso colocar fotos sabe?
- Boa idéia. Mas anime-se! Só está no país há dois meses e já está desanimada?
- Qualquer dia eu escrevo. Prometo!
As duas esperaram Julia tomar seu café, então a Sra. Aguiar as levou para o colégio.

- Lu, minha mãe ligou e disse que nós iremos a um restaurante à noite, tá? É que meu irmão tá voltando da turnê hoje à tarde, daí vamos “comemorar” a volta deles – Julia conversava com a amiga em um dos intervalos das aulas.
- Ah, tá bem. Todos os garotos vão estar lá?
- Acho que sim. Pelo menos minha mãe disse que o Arthur acha que a Mel e a Maira estarão lá.
- Ah okay – Lua ficou até um pouco boba, em poucas horas ela conheceria a sua banda preferida, e melhor ainda: não estaria no papel de fã, ela seria uma convidada para o jantar com seus ídolos.

- MENINAS VAMOS LOGO! – a Sra. Aguiar gritava em frente à porta, Lua e Julia estavam se arrumando.
- JÁ ESTAMOS INDO MÃE! – Julia gritou enquanto colocava um scarpin rosa.
- Julia anda logo, eu tô pronta há dez minutos. Você tá linda, então pára de trocar de sapato toda hora! – Lua ria da confusão que amiga fazia para escolher um sapato que combinasse com uma roupa tão simples: calça jeans, baby look branca com detalhes em preto e rosa-choque e uma bolsa rosa bebê.
- Ah só porque você é super rápida pra escolher uma roupa e ficar perfeita, não significa que eu também seja ninja né?

- Rápida e ninja sim, mas perfeita? Exagerada!
- Perfeita sim! Quando eu imaginaria que calça jeans com essa blusa ou vestido, ah sei lá o que é isso! Essa blusa comprida aí, verde clarinho com detalhes rosa ficariam tão bonitas com uma sapatilha bege? E pra “piorar”essa bolsa liiiiiinda da mesma cor da sapatilha! Você me irrita garota! Me ensina a me arrumar tão rápido assim e conseguir ficar linda desse jeito? –Julia se empolgou falando da roupa da amiga, ao mesmo tempo “namorava” uma sandália rosa pink com os olhos. Lua riu.

- Garota você tem problemas. A dica é: se você se sente confortável e bonita com uma roupa, todos te acharão deslumbrante. E NÃO TROCA DE SAPATO DE NOVO Aguiar! Sua mãe vai nos matar, se apressa!
- Okay Blanco. Tô pronta! Decidi pelo scarpin rosa mesmo.
- Cinco horas depois ela termina, vem! – Lua disse saindo do quarto e “arrastando” Julia que estava olhando para uma bota de couro branca.

Continua...
Querem mais um capítulo?

3 comentários:

  1. Eu já li essa web em outro site sobre LuAr. Gente, leiam, ela é simplismente perfeita, e esta entre as 3 melhores fic's que eu já li sobre o LuAr.

    ResponderExcluir
  2. mais capitulos...por favor...eu concordo com o anônimo aí de cima,só que na minha opinião é a MELHOR de todas!*_*

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo