30 de jun de 2013

Capítulo único : Forever


Informações
• Título: Forever
• Tradução: Para Sempre
• Abreviação: FR
• Autora: Cris – LuAr Forever
• Classificação: L (Romance)
•Retirado de:Naticas Rebeldes



Sinopse
“A única certeza que eles tinham, era a de que ficariam juntos para sempre...”

Capítulo Único

POV Narrador

As famílias Abrahão e Suede convidam você para a união matrimonial de seus filhos Sophia e Robertchay...”
- Me lembro desse dia como se fosse ontem. – Chay disse segurando um dos convites de seu casamento com Sophia. Haviam guardado de recordação, do dia mais feliz de suas vidas.

- Eu também, meu amor. Foi o dia mais feliz da minha vida... – Sophia disse.
- Para mim também! – Chay disse olhando para sua esposa, que estava com a cabeça repousada em seu ombro delicadamente. Ele levantou um pouco a cabeça, e eles deram um selinho.

Eles estavam deitados na cama, vendo as fotos e as lembranças que guardaram, do dia em que casaram...

- Eu nunca fiquei tão feliz e tão insegura ao mesmo tempo... – Sophia confessou.
- Eu também. Tinha que ser perfeito. E foi... Com certeza...
Flashback #ON

Chay andava de um lado para o outro em cima do altar. As mãos atrás do corpo, a cabeça baixa, o corpo levemente curvado dentro de um terno preto com gravata prateada.

Terno Chay

- Ai Meu Deus! Ela não vem, Arthur! Ela vai me deixar! Eu não acredito... – Chay reclamou.
- Deixa de ser bicha, Chay. Elas sempre se atrasam, mas no fim, aparecem! Gostam de deixar a gente  maluco. É normal! – Arthur falou dando um tapinha no ombro do amigo.

Terno Arthur

- Você fala isso por que já está casado. Enrolou coitada da Lua até, mas no fim casou. – Chay disse cruzando os braços, com a cara emburrada.
- Olha só. – O segurou pelos ombros - Primeiro de tudo, eu não enrolei ela. E além do mais, ta irritadinho por quê? Relaxa meu filho. Daqui a pouco ela passa por aquela porta, - apontou para entrada da igreja - vocês dois se casam e vivem felizes para sempre. Como nos contos de fada. Afinal, ela não é sua princesa? – Arthur disse e explodiu em uma gargalhada, deixando Chay ainda mais irritado. O noivo se prepara para responder, quando seu olhar fixa na entrada da igreja, onde pela porta, está prestes a entrar, a mulher mais linda que ela já vira. Mais alguns minutos, ela seria somente sua. 

Vestido Sophia
Lua entrou antes de Sophia e foi em direção ao altar, ficando ao lado de Arthur.
Vestido Lua
A Marcha nupcial começou a tocar, e junto com ela, a noiva, Sophia, entrou na igreja, super emocionada. 
A cada passo, os saltos batiam contra o tapete vermelho e ela ficava mais perto de seu futuro marido. Seu pai, Renato, a acompanhava até o altar, entregando sua jóia mais rara, nas mãos de outro homem. Não seria mais ele quem cuidaria de sua felicidade, e sim Chay. Deu um beijo em sua testa, apertou a mão de Chay e se afastou.
Chay e Sophia sorriram um para o outro. Ele, em um gesto delicado, limpa com o dedão uma lágrima ligeira, que cai na bochecha de sua amada.
Eles se viram de frente para o padre, que deu início a cerimônia:
- Estamos aqui hoje, reunidos, para celebrar a união desse jovem casal. Robertchay Suede e Sophia Abrahão...
As palavras do padre foram poucas, mas totalmente significativas. Tocaram fundo no coração de cada membro presente na igreja. Pediu para que trouxessem as alianças, para dar continuidade ao matrimônio. 
A pequena Lizie, filha de Lua e Arthur, entrou na igreja com um pequeno buquê em mãos, onde continha as alianças. O símbolo da união de Sophia e Chay.
Ela entregou as alianças ao padre e se recolheu para o colo de seu pai, ao lado da mãe, que estava emocionada, com a cerimônia e a entrada da filha.
O padre abençoou as alianças e pediu para repetirem os votos:
- Eu, Chay Suede, te entrego essa aliança, em sinal de meu amor, e fidelidade. – ele fala escorregando a pequena argola, no dedo fino de Sophia. – Prometo amar-te, respeitar-te, e ser fiel na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza, até que a morte nos separe. – Concluiu dando um beijo delicado em cima da aliança.
Sophia pegou a aliança que seria de Chay, olhou em seus olhos e respirou fundo, antes de começar a colocar a aliança em seu dedo anelar esquerdo:
- Eu, Sophia Abrahão, te entrego essa aliança, em sinal de meu amor, e fidelidade. Prometo amar-te, respeitar-te, e ser fiel, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza, até que a morte nos separe.
- O que Deus uniu o homem não separa! Eu os abençoo e vos declaro Marido e Mulher.
Chay nem deixou o padre acabar de falar e agarrou Sophia pela cintura, e lhe deu um beijo. Sem pudor algum, introduziu a língua em sua boca e Sophia apenas enlaçou seu pescoço, curtindo a magia do momento.
O beijo foi interrompido por uma série de palmas dos convidados e um assovio alto vindo dos lábios de Arthur, que se calou quando Lua lhe deu um beliscão.
...............................................................................................................
A festa se seguiu tranquila, sem muita demora. Dançaram a valsa, partiram o bolo, posaram para fotos e no fim, obviamente, Sophia jogou o buquê. Ela se quer viu quem o pegou, somente puxou Chay pela mão e entrou na Limousine com ele.
Daí em diante eles construiriam uma vida juntos, onde somente poderiam contar com o amor que sentiam!
Flashback #OF
- Foi mágico! – Sophia.
- Mágico, é estar com você, ficar com você, só para mim todos os dias, toda hora. Mágico é ver o seu sorriso. Ele ilumina meu mundo... Deixa-me sem ar. Acho que não poderia ser mais feliz. – Diz Chay arrancando de Sophia um brilhante sorriso.
- Acho que dá para melhorar... – ela diz encarando nos olhos.
- O que quer dizer? – Chay perguntou e Sophia apena coloca mão sobre a barriga.
- Ta com dor de barriga? – Chay franzi o cenho (N/a.: Chay burro. Aff ¬¬)
Sophia explode em gargalhada Chay fica mais confuso ainda.
- Pensa mais um pouco, amor... – Sophia
Chay para, coça a cabeça, mas de repente um estalo se faz presente em sua mente.
- Grávida? – ele pergunta e Sophia assente. – Você ta... – faz gestos em frente a barriga.
- Sim! – Sophia ri de sua reação. Foi pego totalmente de surpresa.
- Eu vou ser pai... Eu vou ser pai! Aaaaaaaah! PORRA, EU VOU SER PAI!!! – Grita eufórico, fazendo Sophia rir mais ainda.
- Quando descobriu isso? – ele pergunta, sentando-se ao seu lado, já mais calmo.
- Ah uma semana! Queria contar de uma maneira especial, mas... Não existe momento mais especial que esse.
- Eu te Amo! – Chay sussurrou com a testa colada na de Sophia. – E esse é o melhor presente que você poderia me dar. – Termina de falar e Sophia lhe da um selinho.
Chay abaixa a cabeça até encontrar a barriga de Sophia. Levanta sua blusa, e dá um beijo na barriga inexistente.
- Papai te ama muito também! – fala e Sophia deixa uma lágrima cair, fazendo carinho nos cabelos de seu marido.
Aquele pequeno milagre, também, era um símbolo. Assim como as alianças que representam o casamento, aquela criança representaria uma nova etapa na vida de Sophia e Chay. Talvez a melhor fase que eles poderiam viver...
FIM

Um comentário:

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo