30 de mai de 2013

Uma lição de Amor - Capítulo 02.


"Amigos? Talvez, inimigos? Parecia que sempre"



Já tinham se passavam uma semana que eu tava trabalhando na casa do Arthur.  Uma semana de puro aborrecimento. Na boa esse garoto deveria ter comido merda quando era criança. Meu Deus do céu ele é um verdadeiro idiota.  Tá mais em toda essa semana é claro que teve os dias de paz. Nós conversávamos e tinhamos virado amigos. Pois é, mais todas nossas conversas terminavam com ofensas e mais ofensas. A Verdade era que eu estava começando a gostar de brigar com aquele infeliz. 

- Aff eu odeio hospital.. ele murmurou em quanto eu andava guiando sua cadeira de rodas..  - Relaxa.. - eu ri e ele não entendeu nada. - Hoje vai ser legal... - Sorri sapeca e Arthur levantou uma das sobrancelhas confuso.
- Arthur! Você tem que colher a urina para fazer exames.. - A Enfermeira com cara de laranja azeda estragada olhou pra nós. - - Mais eu não estou com vontade! - Ele disse irônico e a enfermeira olhou com uma cara falsa e disse - Se vira..- e saiu do quarto..
- Aff que ridícula! - Disse se levantando da cadeira e indo até a cama de hospital onde Arthur estava deitado.. - Me da isso aqui! - Disse pegando da mão dele.  
- Oque você vai aprontar hein? Arthur riu e eu sorri sapeca. Fui até a pequena mesinha de café da manhã que estava no quarto enchei o pequeno potinho com mel. E Arthur começou rir. Logo depois a idiota da enfermeira chegou e eu coloquei o pote no lugar.
- Nossa você fez direitinho hein.. - A Enfermeira disse recolhendo o pote.. 
- Hey pera pera me da aqui..- Arthur sussurrou e a enfermeira fez cara de confusa e entregou o pequeno pote a ele. 
- Ta muito cheio.. ele disse bebendo o mel que a enfermeira pensava que era xixi me fazendo tampar a boca para não rir mais.
- Eca !- Ela disse pegando o pote de volta e falou consigo mesma 'É rico mais não tem classe nenhuma' Fazendo nós dois rirmos.  - Me sentei do lado dele em sua cama e começaram a rir
- Você é muito loca.. Ele rio e ela sorrio o fitando. - Você é diferente de todas as outras..- ele disse colocando uma mexa do meu cabelo pra trás me fazendo soltar um suspiro - E você também.. você é diferente.. Você consegue ser mais chato ainda! - Fiz piada e ele rio. - É sério... Ás outras eram idiotas e insensíveis só estavam aqui por causa do dinheiro. E você não... - Ele disse simplesmente e eu arregalei os olhos por dentro. Eu tava ali por causa do dinheiro. Mais que droga Lua! Mais não era tão verdade assim... Eu comecei a gostar dele de verdade. E agora eu não tava ali por causa só do dinheiro. Tá eu quero muito ir ao show da Miley, mais é um outro ponto de vista. Eu não podia ficar ali com ele o tempo todo de graça eu tinha vida. 
- Arthur Aguiar! - O Médico entrou no quarto e eu logo sai do lado da cama dele.  - Como ele tá doutor? - Perguntei -  Bom a asma já foi embora, você está com penâmunia, precisa de repouso e descansar e eu acho que em casa isso não será possível. - O Médico disse olhando pra mim. Claro eu ia matar o pobre coitado. - Sinto muito Arthur mais você vai ser meu paciente por alguns dias. - Droga! - Ele bufou me fazendo sorrir. - Qual é Arthur, são só alguns dias, só até você ficar bom... - Dei um tapinha em seu braço e ele deu língua. 

1 Mês depois...

- Olha uma pracinha! -Sorri em quanto caminhava com ele pelas ruas de tardezinha em Londres, e nós caminhamos até lá em silêncio me sentando junto com ele em um banquinho olhando as crianças brincarem em um parquinho próximo dali. - Por que fica intusiasmada com tudo que ver por aqui? - Arthur perguntei e eu ri. 
- Aé não tinha te contado, na verdade eu sou do Brasil. Vir pra a dois anos atrás depois que aconteceu algumas coisas... Er... motivos pessoais. - Expliquei sorrindo torto.
 - Entendo... - Ele sorriu fraco. 
- Lua Blanco já te disso como está encantadora hoje? - Ele falou com uma voz engraçada e eu ri e empurrei seu braço de leve. 
- Há não brinca! - Eu ri.  - É sério...! - Ela sorriu. AI UMA FORMIGA! - Gritei balançando o pé e sem querer cai em seu colo e quando fui sair nossos rostos de aproximaram como se fosse um enigma. - Você é diferente Lu, você consegue fazer eu não te odiar... - Ele disse num sussurro olhando diretamente nos meus olhos assim como eu olhava nos deles e eu corei. - Ele roçou seus lábios nos meus e me beijou inesperadamente. O Beijo dele era tão bom... Omg Lua calma é só um beijo... Um beijo fofo...! OMG. 

7 comentários:

  1. amei posta mais

    ResponderExcluir
  2. já tô amando a web!!!

    ResponderExcluir
  3. AWN QUE FOFOOOOOS!!!!! posta mais pfpfpfpf

    ResponderExcluir
  4. anjo, você pode dar um jeitinho no meu blog ? ( o seu é lindo >.< )

    ResponderExcluir
  5. anjo, você tem twitter? se tiver me segue lá... é imasterrebeldes, e me avisa que é você ; )

    ResponderExcluir
  6. Ta perfect!!! MAAAAAAAAAAIS MAAAAAAAIS PLEASE!

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo