15 de mai de 2013

Nos caminhos do amor

                                   Nos caminhos do amor
                                           14º capítulo


 Belinha: sim, esse é meu nominho (assentiu com os olhinhos brilhando de felicidade por estar com Lua Maria como sonhava), mas você pode me chamar de Belinha, é mais bonito

Arthur: ela gosta de ser chamada de Belinha (sorriu olhando Lua que estava sem reação, àquilo só podia ser coisa de sua cabeça apenas porque a menina tinha o mesmo nome de sua filha não queria dizer que ela fosse, e os olhos? Não, isso não significava nada, ou sim? A voz do Arthur interrompeu seus pensamentos)

Lua: o que? Que foi?

Arthur: nada, é que você esta estranha, pálida, aconteceu alguma coisa? (a analisando, tentando descobrir o que se passava com ela)

Lua: você é o pai dela Arthur?

Arthur: não (respondeu prontamente)

Belinha: é sim (os dois olharam para ela) minha mãe falou que meu papai é Arthur Aguiar, então você é , eu não estou mentindo (cruzou os bracinhos emburrada) você que não quer ser meu pai

Arthur: Belinha não é isso....

Lua: então você tem mãe? (suspirou ao perder as esperanças, seria coincidência de mais a menina ser sua filha, e já havia gostado muito dela, então começou a perguntar sobre a vida dela ignorando o fato do Arthur negar ser seu pai, mas depois conversaria com ele sobre isso, Belinha estava animada contando varias coisas e como não era nada boba ocultou varias partes, e assim foi  o resto da tarde, Arthur, Belinha e Lua entre brincadeiras, os dois cuidaram da pequena)

Arthur: só uma colherzinha Belinha, você tem que tomar esse remédio (ela continuou fazendo careta e negando emburrada)

Belinha: não quero, é muito ruim

Lua: meu amor, você não quer melhorar logo? (ela assentiu com um bico) ah não faz esse biquinho se não eu te mordo (belinha sorriu) isso, assim esta melhor, agora toma seu remedinho pra você ficar boa logo e eu te levo para conhecer a minha empresa (Belinha arregalou os olhinhos)

Belinha: é serio? (Lua assentiu sorrindo) então eu tomo

Arthur: ah então é assim? (deu o remédio a menina que tomou com uma caretinha) agora você vai ver



Arthur começou a fazer cócegas em belinha que se contorcia rindo, após alguns minutos Arthur contou uma historia para Belinha que dormiu no colo da Lua, que estava perdida em em seus pensamentos acariciando os  cabelos da menina, a loira estava pensando em sua filha, onde estaria? E como estaria naquele momento? Ela olhou para Belinha e uma lagrima desceu, lembrando de que Belinha disse, sobre a mãe a ter abandonado, ela não podia entender como uma mãe seria capaz disso. Aquilo tocou em seu coração, e prometeu a si mesma que cuidaria da Belinha onde quer que ela ficasse, assim como desejava que alguém cuidasse de sua filha, onde estivesse...                      

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo