30 de mai de 2013

Minha irmã Adotiva.

 

Capítulo 179.



Marcos: Eu vou busca-la.(concluiu certeiramente,mirando fixamente Micael e ignorando por completo Lua)

Sophia: O que ta acontecendo Micael?(indagou preocupada)

Micael: A Katarine ..(levou suas mãos ao cabelo perfeitamente amparado)

Sophia: O que tem a Katarine?(indagou poupando sua respiração que já se tornara falha)

Lua: Quem é Katarine?(implorou atenção fazendo sua indagação)

Micael: Ali está.(apontou a citada)

Uma mulher..melhor dizendo uma moça prodigio, com uma barriga avantajada, que Lua poderia jurar visualizar uma forma oval.. Grávida..Óh sim! Katarine.

A menina de belos olhos verdes, cabelos levemente ondulados na altura de seus seios, corpo imperceptivelmnte perfeito, dirá a loira o que despertava o dom da “concorrencia” com Sophia.

Lua: Sophia ela é a..(foi interrompida)

Sophia: Katarine(a completou partindo rapidamente em direção a mesma, a acompanhando juntamente com Micael e Carlos)

Chay: Como eu não quero estragar o climinha do casal, to indo(torceu seu calcanhar sobre o tênis branco do qual usava) Opa! Acho melhor eu ficar(engoliu a seco, observando Pedro se aproximar)

Arthur: O que esse cara ainda ta fazendo aqui?(indagou repgnante fuzilando Pedro com os olhos)

Pedro: Lua, como vc tá?(indagou ignorando por completo o comentário desnecessario de Arthur)

Lua: Bem.(se limitou a dizer cabisbaixo)

Arthur: Eu diria que ela estaria bem melhor se vc não tivesse aqui.(se pronunciou ,cruzando os braços)

Chay: Brother, pega leve.(murmurou ao mesmo)

Pedro: E sua mãe?(indagou preocupado)

Lua sentiu seus olhos arderem novemente , ao se lembrar de tudo o que estara ocorrendo naquele dia, e implorava em sua mente para que aquilo não passasse de um mero pesadelo e nada mais.

Arthur: Mas nem pra amparar a menina vc serve , seu inutil.(o insultou devidamente)

Pedro: Ah, qual é cara . Será que seria possivel vc esquecer da minha existencia por pelo menos cinco minutos?(usufruiu da ironia) Eu tenho mais o que fazer do que ficar aguentando seus deboches oportunistas.(bufou)

Arthur: Ah!(um sorriso sarcastico brotou nos lábios do mesmo) Era disso que eu tava falando. De vc mostrar o verdadeiro “otario” que vc é.(cuspiu as palavras nitidamente)

Pedro: Olha aqu..(foi interrompido)

Alexandra: Eu sinto muito.( a mulher soltou a frase submersa a experição pesada)

Chay: Sente muito do que, coroa?(indagou procurando desconstrair o ambiente sem exito algum)

Alexandra: Fiz pra te proteger(a fitou minusciosamente) Não foi minha culpa.(concluiu insatisfeita)

Victor: Aqui estão vcs.(se pronunciou Victor que adentrava o hospital completamente cego por noticias, tendo em suas mãos uma maleta)

Lua: Victor?(indagou um tanto surpresa com a presença do “homem compromisso”)

Arthur: Pai o que vc ta fazendo aqui?(indagou confuso)

Victor: Ér..ér.. eu vim ver como estava.(concluiu meio que oobvio)

Alexandra: Óh sim, querido(assentiu com a cabeça) Sente –se aqui(apontou o assentodo lado ao seu)

Victor: Noticias?(indagou interessado)

Alexandra: Claro, noticas(a mesma negou com a cabeça, aparentava estar em meio a um transtorno, com tais fatos ocorridos) Ela se foi(fechou os olhos enconstando sua cabeça na parede fria e dura)

Lua: Como?!(indagou mordendo seus lábios inferiores)

Alexandra: Perdão querida, mas Claudia não resitiu era uma do..(foi interrompida)

Dul: NÃÃO(se limitou a berrar, enquanto desnorteada sentiu as lágrimas arraganharem sua face)

Era inemaginavel como uma dor desconhecida infiltrava no corpo de Lua. Sua mãe havia morrido.. Como se já não bastasse, teria de conviver com o fato de Alexandra e Arthur terem lhe ocultado algo de estrondosa importancia. Não suportaria aquilo..não seria forte o suficiente..não seria capaz..não sozinha...

Lua: Eu preciso ficar sozinha.(decretou antes de sair a galope do hospital, rumo a um lugar desconhecido)

3 comentários:

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo