6 de mai de 2013

Minha irmã Adotiva.



Capítulo 159.



Lua: Nada (se predispôs a retornar uma rápida resposta a mesma, enquanto levava suas mãos ao cabelo fazendo um coque totalmente desfiado)

Alexandra: Não é o que observo. (arqueou uma das sobrancelhas sobrecarregando seu olhar a todos presentes) Carla? (indagou, franzindo o cenho surpresa) Que visita agradável.(foi ao encontro da mesma a cumprimentando com um formal abraço)

Carla: Digo o mesmo Alexandra! Bom,(arranhou sua própria voz) Acho melhor eu ir..(foi interrompida)

Alexandra: Dormiu aqui de ontem pra hj?(indagou notando as vestes da mesma)

Carla: É.(se limitou a dizer enquanto sentia suas bochechas arderem)

Alexandra: Que ótimo.(declarou fazendo com que um sorriso cativante brotasse nos lábios da mesma)

Melanie forçou duas fortes tossidas asquerosas marchando para a saída do quarto com passos rígidos, apenas  se estaticando em frente a loiea para um ordem.

Mel: Estamos todos te esperando em quinze minutos lá em baixo, ok?!(arqueou uma das sobrancelhas)

Lua: Eu não vou.(negou com a cabeça dando de ombros)

Sophia: Ah! Vc vai sim.(bateu seu salto de 5cm sobre o carpete do quarto)

Arthur: A “adotada” vai, quem não vai sou eu.(inspirou todo o ar que pode o deliberando gradualmente e se sentando sobre sua cama)

Mel: Vcs tinham que se magoarem justo nas férias, éh?!(resmungou)

Lua: Mel, eu já tinha d..(foi interrompida)

Alexandra: Os dois vão e caso resolvido, ou melhor dizendo os três, néh Carla? (sorriu um olhar repleto de felicidade a loira que vestia uma camisa de seu filho)

Ops! Algo estava completamente invertido, afinal Alexandra não era a favor dessa viagem, e agora estava impondo de “ambos” fossem. Lua podia jurar ser pelo fato  de..Não, Alexandra não chegaria ao ponto de colocar tanto a “adotada” quanto o “retardado convencido” um contra o outro, ou seria?

Arthur: IIIh, lá vem os surtos psicóticos da minha mãe (Revirou os olhos entediado)

Alexandra: Eu somente quero passar uma semana a sós com seu pai, não posso?(alegou)

Lua: Tudo bem (inspirou e expirou agilmente derrotada) Acho que sendo assim posso ir.(molhou seu lábios com a língua, saindo imediatamente do quarto do “irmão” provavelmente rumo ao seu)

Alexandra: Carla, querida, venha fazer sua refeição matutina a minha companhia.(a convidou)

O ambiente Aguiar já não era o mesmo, concluiu a  loira em seus pensamentos. Tudo era confuso demais para o raciocínio não muito lógico da mesma. Afinal nunca se dera por completamente bem com os qualquer parente que seje de Arthur e agora Alexandra faltara a colocar em pedestal.

Carla: Claro.(seguiu a mesma, que já retirava do quarto)

Sophia: Agora vc pode nos explicar essa história.(fechou a porta em um empurrão que provocara apenas um estrondo)

Arthur: Eu não tenho nada pra explicar a vcs(revirou os olhos)

Mel: Ah! Então trair a Lua passou a ser algo monótono a vc?(indagou completamente perplexa)

Arthur: Pra mim não (dispersou alguns ágeis seguindo dramatizando estar pensando) Mas pra “adotada” talvez.(deu de ombros)

Sophia: A Lua (o corrigiu primeiramente) não se sentiu muito a vontade com essa cena não acha?

Arthur: Talvez porque o errado da história dessa vez não seje eu.(alegou)

Mel: E claro e passou a ser certo, traindo a Lua com a Carla.(levou as mãos a cintura)

Arthur: Será que dá pra vcs pararem com esse teatrinho de quinta.(revirou os olhos completamente impaciente)

Sophia: Do que vc ta falando?(indagou completamente confusa)

Arthur: Eu sei muito bem que vcs sabiam de tudo.(se levantou , caminhando na lateral de seu quarto pegando uma mala de roupas que se concentrava ali)

Mel: De tudo o que Arthur?(o sarcasmo poderia se facilmente captado pela voz da morena que afirmava ser apenas uma brincadeira de mal gosto de Arthur)

Arthur: Da Lua com o Pedro. E vcs sabem muito bem que eu não admito traição.(cuspiu estupidamente aquela frase)

Sophia: Tá delir..(se auto interrompeu, por duas batidas da porta consecutivas)

Provavelmente seria Chay e Micael, que estavam os aguardando na sala, e possivelmente teria se entediado pela demora.

Pedro: Arthur, será que podemos conversar?(a voz do mesmo soou com uma ferpa que atracou os pensamentos do citado)

Sim, era Pedro. E sim, ele estava disposto a conversar com Arthur.

7 comentários:

  1. OMG!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    POSTA MAIS!!!!!!!!!!!!!!
    O Pedro foi falar pro Arthur que a Lua não traiu ele??

    ResponderExcluir
  2. ++++++++, tomara q eles voltem logo e q ele faça uma surpresa pra ela na praia...

    ResponderExcluir
  3. Laíres Suede06/05/2013 23:01

    Nossa!Como assim? O Pedro conversando cm o Arthur, quero ver isso' posta mais ++++

    ResponderExcluir
  4. o pedro vai dizer a verdade, mas a Lua n pode perdoar o Arthur assim tão facil não.

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo