5 de mai de 2013

Meu vizinho Insuportável - 2ª Temp.



Capítulo 96.

Vivi= mamãe!!! (Arthur e Lua se afastam e olham para a filha ofegante na porta, a mesma passa uma mão no olho para enxugar as lagrimas e corre até Lua e a abraça muito forte, deixando mais lágrimas rolarem, fazendo sua mãe chorar também, nunca haviam se abraçado daquela forma, como se jamais quisessem se desgrudar como se tivesses muito medo de perder uma a outra) mamãe... eu tive tanto medo...

Lua= meu amor... a mamãe ta aqui e nunca vai te deixar se acalma (acariciando os cabelos da filha que tremia em seus braços, Lua lança um olhar pra Arthur que dar um meio sorriso e enxuga as lagrimas da filha)

Vivi= não devia ter feito aquilo mãe... (se separa do abraço um pouco brava)

Lua= como não? eu jamais deixaria ela te matar meu anjo, teria que me matar antes

Vivi= e será que não pensou que sem você eu morreria? eu teria me matado se você tivesse morrido eu juro mamãe

Lua= que isso filha?  nunca mais diga isso (a olhando espantada)

Vivi= seria melhor do que viver com a culpa e viver sem você, mamãe eu te amo (se abraçaram novamente emocionadas)

Arthur= legal, muito emocionante mas eu também to aqui ouviram? (brincou fazendo as duas rirem do ciumento)

Guto= vivi porque não esperou agente hem? (entrou com um enorme buquê de flores, fazendo a mãe se emocionar ainda mais) mamãe mais linda do mundo, que bom que acordou, estava morrendo de saudades, você é muito dorminhoca sabia? se dormir assim de novo eu te coloco de castigo (Lua sorriu e abraçou o filho como pode) olha trouxe flores para a rosa mais bela de todos os jardins do mundo

Lua= obrigada meu amor, ta vendo Arthur seu filho se saindo mais romântico do que você (rindo) a mamãe também estava com saudades, (Lua olhou pra vivi ao ver ela bufar, e riu percebendo os ciúmes) que isso filha? meu coração é grande e cabe todos meus filhos e todos que amo (olhou para Arthur que abaixou a cabeça)

Vivi= não é justo você ter mais filhos, pois eu só tenho uma mãe (emburrada)

Todos riram até mesmo kayke, dany e Nando que entraram em seguida, conversaram, se emocionaram e riram a tarde toda, mas tiveram que ir embora pois Lua teria que fazer mais exames, tomar medicamentos e descansar, para isso foi mais uma briga com o doutor, no dia seguinte Lua recebeu a visita de Mel, Chay, Sophia e Micael, que ainda não há tinha visitado, entre ela e Arthur não havia acontecido nada, ele sempre conseguia um jeito de fugir, e Lua já estava desconfiando, havia algo errado com ele, sabia que ele a amava mas por que estava fugindo? Ah mais isso ela ia descobrir, nem que para isso tivesse que jogar sujo, já estava de noite e só havia Arthur no quarto pois ela conseguiu que o mesmo ficasse, estavam assistindo um filme.

Lua= meu amor pode me fazer um favor? (ele a olhou nervoso, pela forma que ela o chamou pois fazia um tempo que não falava assim)

Arthur= quantos você quiser (ela sorriu e ele se aproximou, Lua puxou seu braço de uma vez para que ele chegasse mais perto fazendo-o quase cair)

Lua= me ajuda a tomar um banho bem gostoso... (falou sedutora e sorriu com malicia o olhando profundamente e com desejo fazendo-o estremecer)

Arthur= Luh... não brinca comigo, estamos em um hospital e você ainda está se recuperando, por falar nisso onde encontrou forças para me puxar dessa forma? Não ver que isso pode te prejudicar?

Lua= não sei, mas doeu (fez careta com um biquinho, ele riu mas se pos serio)

Arthur= dessa forma você pode piorar Lua, é serio tem que ter repouso, por pouco não perdi você (suspirou) o doutor disse que se a faca acertasse um pouco mais para baixo poderia ter te matado, eu não sei o que faria se isso acontecesse, então por favor, não brinca com isso não  (serio, ela percebeu o medo de perdê-la, mas se a amava tanto por que a estava evitando?)

Lua= está bem bebê (acariciou o rosto dele) bom, já que tenho que me sentir bem e pra isso preciso de um banho mas não posso tomar sozinha, com essas ataduras e por causa dos pontos, mas se não quiser tudo bem eu me viro (se levantou com dificuldade, e sentiu uma tontura, ele a segurou)

Arthur= Lua... você é teimosa de mais, não pode fazer esforço... eu vou chamar uma enfermeira pra te ajudar

Lua= não, não quero nenhuma daquelas chatas, mas pode deixar vou chamar o doutor, tenho certeza que ele me ajudara de bom grado, agora nos tornamos... amigos (piscou)

Arthur= QUE? voce ta brincando não é? (rindo ironicamente) nem por cima do meu cadáver (irritado, só de imaginar aquele doutorzinho de quinta dando banho nela)

Lua= não estou brincando queridinho,estou falando serio e não quero mais que me ajude, só deixo o doutor (o olhou com raiva e prendendo o riso ao mesmo tempo, ele arregalou os olhos, ela não podia fazer isso)

Arthur= nada disso eu vou te ajudar você querendo ou não, nem adianta reclamar (a segurou no colo caminhando em direção ao banheiro)

Lua= ok, já que insiste (piscou satisfeita por ter conseguido virar o jogo tão rápido, foi mais fácil do que imaginava)

2 comentários:

  1. adoro os joguinhos da lua....kkk

    ResponderExcluir
  2. KKKKKKKKK concordo com vce Ana Clara ela mando bem (fernanda)

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo