5 de mai de 2013

Meu vizinho Insuportável - 2ª Temp.



Capítulo 97.



Arthur= Luh... (gemeu com ela ainda em seu colo, pois a mesma beijava seu pescoço e orelha as vezes passando levemente os dentes fazendo ele se arrepiar cada vez mais, já estava excitado, então rapidamente a colocou no chão) o que você tem hem? acordou mais maluquinha do que já é (tentou sorrir)

Lua= a pergunta aqui é o que você tem (apontou) por que esta fugindo de mim? (perguntou o olhando sedutora e se aproximando dele que dava pequenos passos para trás, parecia um gatinho assustado)

Arthur= não ES...tou... fu... fu  gi... gindo (gaguejou, quando Lua com dificuldade baixou as alças do vestido)

Lua= esta fu fu gi gindo sim senhor Aguiar e pode me contar o motivo (riu, e deixou o vestido cair ficando apenas de roupa intima Arthur percorreu o corpo dela com o olhar de desejo e umedeceu os lábios, já não respirava normal, Lua tocou seu peito e ele arqueou como se fosse um choque, parecia um menino medroso e tímido) onde está todo aquele fogo todo? Vai me dizer que não existe mais (sussurrou perto de seus lábios)

Arthur= Lua Maria Blanco, você esta doente e em um hospital não se esqueça disso (desviou dela que rolou os olhos, suspirou e o puxou de volta colando seus lábios de repente e ali a aconteceu um beijo desesperado, de saudades amor paixão, tudo se misturava, Arthur logo se entregou percebendo que não viveria sem beijá-la, sem senti-la, era seu vicio, um vicio maravilhoso, ele a enlaçou com os braços e aprofundou mais os beijos nem se lembrava mais de sua promessa, aliais um beijo não matava ninguém) Luh...

Lua= me conta por que esta assim meu amor (perguntou enquanto o beijava por onde conseguia, desesperada pro senti-lo, e sua mão livre percorria as costas dele) não tenha medo de mim minha vida, não fuja, te necessito, te amo como a ninguém

Arthur= Eu te amo Lua... só quero tua felicidade (sussurrou entre beijos, ela não entendeu o que ele quis dizer e deu de ombros, nao estragaria por nadaa aquele momento) mas também preciso de ti como para respirar (segurou o rosto dela e a beijou esquecendo de tudo e de todos e ouvindo apenas seu coração, esqueceu ate mesmo que ela ainda não estava recuperada 100%, desceu suas mãos para a cintura e a colocou no balcão ficando entre as pernas dela que passava as mãos por baixo da camisa dele, ambos nem se importavam com nada apenas estavam se amando como sempre com muita magia)

Moça= AAAAAAAA meu deus o que isso (soltou um balde no chão e tapou os olhos completamente corada, Lua não se encontrou diferente ao se separar de Arthur rapidamente, o mesmo não sabia  o que fazer, por que tinha que ter esquecido a porta aberta? Burrice sua, a moça parecia apavorada, e sem querer olhou para baixo arregalando os olhos, Arthur rapidamente pegou o balde e cobriu seu amiguinho com ele) vocês são loucos? Isso aqui é um hospital e não um motel (irritada)

Lua= me desculpe, isso não vai mais acontecer

Arthur= você deveria pelo menos ter avisado que estava chegando

Moça= cale-se seu depravado, meu deus ate isso tenho que aturar nesse hospital, qual pecado eu cometi meu deus?

Saiu reclamando, Lua olhou pra Arthur fazendo careta e mordendo os lábios, ele a olhava como se dissesse eu te avisei, ambos não agüentaram e caíram na gargalhada.

2 comentários:

  1. kkkk. muuito engraçado. Esses doiis !

    ResponderExcluir
  2. eu não guento mesmo!!!kkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo