8 de abr de 2013

Nos caminhos do amor


                                           Nos caminhos do amor
                                    3 capítulo

Lua: oh meu Deus estou atrasada (disse Lua ao olhar a hora)

Blanca: novidade (disse com ironia fazendo Lua revirar os olhos, só aturava Blanca naquela casa, por ser sua mãe e não querer deixá-la sozinha, apesar de tudo a amava, mas ela era insuportável) onde vai?

Lua: primeiro eu vou à empresa, depois vou passar no orfanato Santa Luzia, não vejo a hora de encontrar minha filha (com os olhinhos brilhando) ver como é seu rostinho, se esta bem, e lhe pedir desculpas, mesmo não sendo a culpada (mirou Blanca que desviou o olhar)

Blanca: ainda com essa idéia? Ver se cresce Lua (bufou) não quero que traga essa pirralha bastarda para dentro de casa, não vê que vai estragar sua imagem? Você deve se concentrar em arrumar um marido para lhe ajudar a administrar a empresa, e esquecer essa historia de filha que não leva a lugar nenhum sem ser a lama.

Lua: em primeiro lugar lave sua boca antes de falar assim da minha filha ok mamãe? E em segundo, nunca esquecerei minha filha, minha imagem pouco me importa, e um marido esta fora dos meus planos (encarou a expressão furiosa de sua mãe)

Blanca: não seja idiota, Lua, você sabe que tenho razão, precisa de um marido, seu pai não está mais entre nós para te ajudar, precisa de homem e você sabe que nenhum homem com cérebro te aceitara com filha, você sabe o que é ser mãe solteira no mundo dos negócios? (não esperou respostas) então tire essa idéia da cabeça (Lua bufou)

Lua: mamãe, já se foi aquele tempo que eu fazia tudo que você e papai me mandavam, agora as coisas mudaram, e como mudaram (suspirou cansada) sim eu preciso de um marido, concordo que é importante para os negócios, mas se não me aceitar com minha filha, ele não é homem para mim (pegou sua bolsa)

Blanca: um dia você verá que estou certa, e espero que não seja tarde de mais (Lua revirou os olhos suspirando e saiu)



(...)


Sophia: Arthur, gatinho até que fim te encontrei amor... Te procurei a cidade inteira (disse ao lhe dar um beijo rápido)

Arthur: não exagera gatinha, você sabe onde passo a maior parte do tempo, mesmo com a ajuda do  Chay e da Rayana, eu tenho que ficar aqui o dia inteiro (mordeu os lábios)

Chay: Oi Soph tudo bem gatinha? (disse apoiando-se no balcão, era melhor amigo da Sophia também)

Sophia: oi Chay (deu um beijo no rosto do amigo e se sentou no colo do Arthur) sabia que eu e o Arthur estamos ficando? (disse ao rodear o braço no pescoço do moreno)

Chay: sim, o Arthur me contou, fico muito contente por vocês dois, adoro os dois (Arthur sorriu sem graça, gostava da Soph mais como amiga, estava com ela apenas para seguir o conselho do Chay, e não ficar sozinho, então escolheu Sophia que já era sua amiga e tinha uma certa quedinha por ele)

Arthur: bom, Sophia é bom estar contigo, mas já estão chegando meus clientes, não leve a mal, mas é melhor você ir andando (deu um selinho em Soph que se despediu e foi embora sorridente)



Lua desceu do taxi, pagou ao rapaz e saiu caminhando rapidamente para a empresa, estava mais que atrasada, porem sentiu uma tontura, devia ser por não ter comido nada, pensou ela, de repente sentiu um dor na cabeça e não viu mais nada, pois desmaiou, após alguns minutos despertou assustada sem saber onde estava, arregalou os olhos ao se dar conta que estava no  colo de um homem, e não pode deixar de olhar como ele era lindo, com aquele olhar penetrante e preocupado



Arthur: ei calma senhora (falou simpático, e doce para a mesma se acalmar) Ray trás um copo de água pra ela por favor (ela imediatamente foi obedecer)

Lua: on..onde estou? Quem é você? (com uma mão na cabeça, pela dor que estava sentindo, logo encara aquele belíssimo homem a sua frente, o mesmo que a segurava como um bebê no colo, ela ficou encantada, e foi como uma eletricidade aquela troca de olhares. 

Arthur: sou Arthur Aguiar, para senhora pode ser apenas Thur, a senhora desmaiou e eu a trouxe para cá (sorriu, Lua se levantou do colo dele que a ajudou a sentar ao seu lado)

Lua: por favor, senhora não (fez careta) não sou casada e assim me sinto velha (Arthur sorriu e ela o olhou encantada, nunca viu sorriso mais lindo) obrigada por...

Arthur: não precisa agradecer, bom a senh...(ela o olhou repreendendo) você (sorriu) desmaiou, não acha melhor ir a um hospital? Eu posso levá-la

Lua: oh não obrigada, mas não será preciso, deve ser por que não comi nada hoje, estou com pressa (se levantou ficando de frente pra ele)

Arthur: não deveria sair sem se alimentar, espere coma alguma coisa (Ray entregou o copo de água a Ray que tomou) Ray trás algo para ela comer por favor

Rayana: Arthur só tem cachorro-quente pronto (Lua faz careta) ah mas como vejo... (a olhou de cima a baixo com desdém) pessoas da sua categoria só costumam comer em lugares luxuosos, certo? (Lua sorriu sem graça e Arthur fuzila Rayana com o olhar repreendendo-a)

Arthur: Rayana por favor... (disse entre os dentes)

Lua: não tem problema Arthur, ela tem razão (disse sem jeito), mas eu não tenho culpa se fui educada nesses costumes (sorrir de lado) nunca comi cachorro-quente na vida

Arthur: não sabe o que perde... (sorrindo simpático, o que chamou a atenção da loira) e eu sou muito limpinho ta? (brincou fingindo estar emburrado o que fez Lua soltar uma risada, até emburrado ele ficava lindo, pensou ela e aquele biquinho... )

Lua: desculpe, não estou duvidando de sua limpeza, vejo que este é um belo lugar, e para você ver que não sou má agradecida, eu vou sim querer um cachorro quente (sorriu simpática, o que fez os olhos dele brilharem, conhecia aquela deusa que lhe chamou a atenção de algum lugar mas não sabia de onde)

Arthur: Ray prepare o melhor cachorro quente para esta dama (a moça fez o que ele pediu negando com a cabeça)

Lua: obrigada Thur.. er... Como é mesmo que se chama? (coçando a nuca e tentando lembrar o nome o que fez ele sorrir)

Arthur: Arthur Aguiar lembrou? (sorrindo ela assentiu) mas para uma mulher linda como você é apenas Thur ou meu amor se assim preferir (brincou com um sorriso perfeito fazendo a ruiva gargalhar)

Lua: tudo bem ARTHUR (ele fez uma cara de decepção e ela deu uma risada, mas logo fechou o sorriso quando a realidade lhe bateu, agora sim estava mais que atrasada, mas não podia lhe fazer a desfeita de não comer o cachorro quente, com certeza ele pensaria que ela estava fugindo para não comer) ai Arthur pode ser rápido por favor? É que estou atrasada, tenho uma reunião nesta empresa (aponta para a frente da lanchonete onde estava a belíssima “Lua Modas” e Arthur arregalou os olhos e a encarou  sério)

4 comentários:

  1. Amando a web, posta mais!

    ResponderExcluir
  2. Lindo esse capitulo posta +++....

    ResponderExcluir
  3. posta mais amei essa web ela e otima

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo