4 de abr de 2013

Meu vizinho Insuportável - 2ª Temp.


Capítulo 31..


Ele não esperou mais nada e a agarrou fazendo-a encostar bruscamente a porta, Ela olhou para ele que levou uma mão trêmula tocando o rosto dela, o toque um pouco brusco, caricia brutal, não a machucando mas que a fez arquejar do susto, já bastava a noite anterior, agora Arthur ele ela não podia suportar... mas ele não estava contendo o desejo, era mais forte que ele, passou a mão por sua face até deslizar até seu queixo, o levantou e a fez mirá-lo nos olhos, se encostou mais nela pressionando-a contra a porta... a beijou com vontade, com essa paixão que ficou por todo esse tempo contida durante oito anos, e que agora...parecia querer se liberar. Lua foi pega de surpresa, sentia os lábios dele se mexendo em seus lábios cerrados, ela não sabia o que fazer, sentia a língua dele deslizar por seus lábios, por seu queixo com desespero, estava quase sufocando-a, não estava conseguindo respirar...Lua colocou força nos braços e tentou afastar ele de si, mas não conseguiu, tentou dizer algo e ao abrir a boca acabou sentindo a língua dele invadir sua boca e encontrar a sua, sabia que ali já estava perdida queria ele e muito, com um gemido, se rendeu e correspondeu ao beijo dele, suas línguas bailavam sensualmente, ela o abraçou como se estivesse abraçando sua própria vida, como se precisasse dele para sobreviver e sim ela precisava.

 Quase não conseguiam respirar, percorriam cada canto da boca um do outro desesperadamente a vontade de estar tão unidos como antes era enorme, Ele soltou os cabelos dela e baixou as mãos ao corpo dela e a agarrou pelas nádegas, a levantava um pouco para que ela sentisse sua própria excitação queria ser delicado mas estava sendo impossível, estava desesperado por senti-la, ele quase rasgou o roupão dela pela pressa mas sem machucá-la , conseguiu tirar e descobriu que em baixo do roupão não havia nada assim como imaginava, desceu o olhar para admirar o corpo dela, tinha mais curvas que antes mordeu os lábios, ela era toda sua, Lua não conseguia mais esperar, agarrou ele pela nuca e mergulhou seus dedos naqueles cabelos macios sentindo-se ao limite de excitação, ela passou a Mao pelo corpo dele para tirar a camisa, ele ajudou quase rasgando sua própria camisa, botões voaram, ela percebia o desespero dele, estava do mesmo jeito, ele desceu os beijos para o pescoço dela, levou a Mao tremula a sua própria calsa, se livrando dela e da cueca junto, ele voltou a beijá-la e acariciou seu ombro desnudo, e foi descendo ate alcançar seus seios, em uma caricia que a fazia suspirar de tanto desejo, ele queria que fosse perfeito, não sabia onde tocar, queria ter bem mais de duas mãos para tocá-la, para acariciá-la, queira beijá-la, queria tudo, respirou fundo, tentando se controlar, desceu os beijos ate um dos seios e brincou um pouco ali. 

Lua arfava, gemia descontrolada enquanto puxava levemente os cabelos molhados dele, ele desceu a mão para a cintura dela e a puxou para si fazendo ambos gemerem ao sentir o contado se suas intimidades, ele sorriu ao ouvir ela novamente gemer e delirar com seus toques , a acariciou todo seu corpo, marcando cada lugar, ele beijou novamente seu pescoço e desceu mais uma vez os beijo ate os seios da mesma que arqueou gemendo seu nome, mais uma vez ele sorriu satisfeito, a levou ate a cama ficando por cima dela a beijando, apertou as coxas da mesma e se posicionou entre as pernas dela entrelaçando suas mão e levando para cima da cabeça de, roçou suas intimidades, ambos gemeram alto  entre o beijo, sentiram seus corações saltarem juntos, ele observou ela ofegar, respirar fundo, ela o queria ele o mais rápido possível, e ele sabia disso pois tinha o mesmo desespero, então adentrou dentro dela, sem prévio aviso fazendo-a soltar um gritinho de prazer,  ela sorriu o olhando nos olhos, novamente ele era o dono de seu corpo de sua alma de seu coração, novamente estavam unidos, se olhavam profundamente, encontrando nos olhos do outro, desejo, paixão, amor, muito amor se sentiam completos outra vez, Arthur roçou seu nariz no dela no propósito de ver seu sorriso e conseguiu e ainda mais com aquele brilho único no olhar. 

Ele fazia movimentos lentos a ouvindo soltar suspiros, ele investiu mais uma fez fazendo ambos gemerem abafado, ela enlaçou o pescoço de seu amor colando seus lábios novamente aquele momento era mágico, havia muito amor, se sentiam nas nuvens, nada era dito, não precisava palavras, apenas pelo olhar enxergavam a alma um do outro, passaram por suas cabeças apenas os melhores momentos que viveram juntos e que jamais seriam esquecidos, seus olhos e as caricias expressavam saudades muitas saudades, ele aumentou a velocidade das investidas e sugou o lábio inferior dela para abafar um gemido, Lua passou a mão no rosto dele e fechou os olhos ofegando, estava perto sentia isso, gemeu alto ao sentir ele ir mais fundo jogou a cabeça para trás apertando o lençol e mordendo os próprios lábios ele aumentou ainda mais o ritmo, Lua se contorcia em baixo dele, estava perto, muito perto, ate que o fim chegou e ambos desabaram na mais profunda e deliciosa sensação, sentiram seus olhos marejarem de prazer, aquela magia tomou conta do lugar , Arthur deixou seu corpo desfalecer sobre de sua amada, ambos ofegantes e trêmulos,ele estava deitado sobre os seio de sua amada, ela levou a Mão ao cabelo dele que estava molhado acariciando ficaram em silencio, apenas ouvindo a respiração do outro, estavam felizes, muito felizes de estarem juntos, se amavam e muito, com dificuldade Arthur conseguiu levantar a cabeça e a mirar nos olhos e sorriu, o sorriso mais lindo que Lua havia visto, ela acariciou o rosto dele suavemente o olhando ternamente e ele alargou ainda mais o sorriso, ele lhe cheirou o pescoço e sentiu seu cheiro impregnado a ele, lhe beijou a testa, os olhos, o nariz e a boca tudo suavemente, ambos em silencio não queriam estragar esse momento mágico com palavras que feriam, ele saiu de dentro dela a fazendo soltar mais um gemido e suspirou, deito-se de lado apenas a olhando nos olhos, então quebrou o silencio.


Arthur= não sei o que dizer... 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo