28 de abr de 2013

Meu vizinho Insuportável - 2ª Temp.




Capítulo 87.



Fernando e Alice entraram no carro do mesmo conversando, quando de repente Alice arregala os olhos apontando.

Alice= olha o Guto, ele conseguiu sair, a Débora não da conta nem de um garotinho (Fernando negou com a cabeça e ambos saíram do carro, Guto viu e correu ate Fernando desesperado, e soluçando)

Guto= Fernando...Fernandoooo.. (o abraçou, Fernando se comoveu e se abaixou ficando a altura dele)

Fernando= que foi gutinho? Se alcalma

Guto= corre la em cima, a Débora quer matar a vivi (chorando, tanto Alice como Fernando arregalaram os olhos incrédulos) ela quer matar minha irmã salva ela Fernando, salva

Alice= a vivi? Mas a vivi não esta aí,  Acho que o calmante que ele tomou foi forte de mais

Fernando= a vivi esta aí? Tem certeza Guto?

Guto= anda logo, ela esta com uma faca, e quer matar a vivi, não deixa ela matar a minha irmã (Fernando não disse mais nada apenas correu pra dentro do prédio sendo seguido por Guto, ao chegarem lá Fernando ficou pasmo ao ver a cara de doente que Débora fazia)

Débora= menino fofoqueiro (rolou os olhos) ta vendo Fernando ate que fim, vou provar o sabor da vingança.

Fernando= você esta doente Débora? Solta essa faca pelo amor de Deus, deixa disso, vou levar as crianças de volta, isso já ultrapassou os limites, você esta fora de si, não é pra ninguém se machucar lembra?

Debora= isso foi você que disse, eu não aceitei as regras, eu não faço nada brincando querido, se é pra seqüestrar tem que ser coisa seria, se não quiser assistir com seu querido “filhinho” saia daqui

Vivi= socorro.... Fernando me tira daqui (Fernando tragou a saliva ao olhar nos olhos de vivi que soluçava, os mesmos o estava implorando, ele nunca viu vivi tão frágil, aquilo lhe doeu)

Fernando= vivi, eu te prometo que vou te tirar daqui, calma... me deixa pensar

(...)

Lua= Arthur... (sussurrou ao se separar) trás me filho de volta por favor.... (iniciou um choro doloroso) ele esta em perigo, eu posso sentir

Arthur= meu amor não chora, vou ver o que posso fazer, mas a “bendita” policia, só entra em ação após vinte e quatro horas do desaparecimento

Lua= mas temos que encontrar alguma maneira (grunhiu e se levantou do colo dele) eu não agüento ficar parada entenda, é meu filho (irritada)

Arthur= também é meu filho e ... (arregalou os olhos e olhou para o celular que tocava, era numero desconhecido)

Lua= atende logo (sentou ao lado dele) devem ser os seqüestradores, coloca em viva voz.

Arthur= a..alo (com a voz tremula)

Xxx= olá, Arthur?

Arthur= sim sou eu, Quem é você e o que quer?

Xxx= quero apenas lhe informar que seus filhos correm perigo (Arthur franze o cenho)

Arthur= me...meus filhos? Como assim meus filhos? Quem é você idiota?( Furioso)

Xxx= estão no antigo prédio san Lorenzo, se apresse pois estão correndo perigo

Arthur= quem garante que não é um trote? (ele e Lua se entreolharam)

Xxx= é serio não perca tempo, a vitoria e o Gustavo, estão correndo grande risco de vida (Lua arqueou de susto ao escutar o nome de sua filha)

Arthur= VITORIA? Ela também foi seqüestrada? (olhou pra Lua) como pode permitir isso Lua? (nervoso)

Lua= eu...eu não sei, ela estava comigo, a vivi chegou aqui comigo, estava tão nervosa que a perdi de vista (nervosa) eu sou a pior mãe do mundo (deixou as lagrimas descerem por seu rosto)

Xxx= aconselho que corram

Arthur= me fala quem é você (a pessoa desligou, Lua estava pálida, Arthur via a hora dela desmaiar)  QUE DROGA (pediu ajuda a Carmem a senhora que trabalhava á deu um calmante a Lua)

Arthur= fica bem meu amor, eu vou atrás de nossos filho não se preocupe

Lua= eu também vou (disse firme)

Arthur= de maneira alguma vou te colocar em perigo, você fica

Lua= são meus filhos e eu sou a culpada, eu vou sim (Arthur suspirou e assentiu, os dois foram as pressas a esse tal de prédio san Lorenzo)

4 comentários:

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo