24 de abr de 2013

Meu vizinho Insuportável - 2ª Temp.



Capítulo 80.



Dany= me perdoe, mas eu não posso... não seria capaz de abandonar tudo que tenho aqui, meus amigos, meu pai, meus irmãos e minha... a minha mãe (Carla assentiu acariciando o rosto dela) peço desculpas, gostei muito de você, é uma ótima amiga e tenho certeza que uma ótima mãe, mas eu já tenho uma mãe... Embora não mereça

Carla= ama muito sua mãe não é meu amor?

Dany= sim... (sorrir) muito, desde pequena ela sempre foi tudo pra mim, quando tudo se complicou e ela teve que ir embora eu sofri de mais, sempre chorava mas nunca a deixei de amar por isso, e no fundo eu entendia o porque dela ter ido embora, daí um dia quando menos esperava ela voltou, e senti uma felicidade enorme, vontade de a abraçar e dizer que amo, o quanto que ela fez falta, pedir e implorar que nunca mais me abandonasse, mas meu orgulho foi maior, e me arrependo disso (suspirou) sempre torno tudo mais complicado, agora depois de ter feito ela se sentir mal por pensar que não a amo mais como mãe, não me sinto no direito de chamá-la de mãe novamente, nunca fui boa em pedir perdão (enxugou algumas lagrimas, do outro lado da porta Lua chorava emocionada) tenho medo...

Carla= do que tem medo querida?

Dany= ela vai embora de novo, vai embora pensando que não a perdoei, eu perdi tanto tempo, e agora ela já vai me deixar, em vez de a abraçar e pedir que não me deixe, fiz ela ter motivos para fazer isso

Carla= por que não pede perdoa? Deixe o orgulho de lado e faça isso, nunca é tarde meu amor, eu sei que ela já te perdoou

Dany= não perdoou, kayke disse que daqui a quinze dias vão embora, ela vai me abandonar novamente (soluçou)

Lua= nunca faria isso (entrou com seus olhos repletos por lagrimas de felicidade encontraram os da Dany que estava da mesma maneira) te prometi e dessa vez vou cumprir, nunca mais te deixo sozinha, nunca mais, te amo minha filha...e não tenho nada que te perdoar, ao contrario, tenho é que te pedir perdão por agir sem pensar na hora do desespero, agora você vai ter que me agüentar pra sempre

Dany= eu já te perdoe faz tempo... (se levantou emocionada) mamãe, minha mãe

Sorriu entre lagrimas junto a Lua e a abraçou, sentindo-se mais uma vez protegida por uma mãe, ambas choravam, Carla sorriu também com lagrimas em seus olhos, sentia um pouco de inveja boa de Lua, por ela ter o carinho de sua filha, mas não se importava, pois a vida quis assim, e o importante era a felicidade da menina.

Dany= obrigada mamãe, obrigada por me aturar com minhas chatices  (alisando os fios loiros da mãe)

Lua= você é que vai ter que me aturar, por não vou mais te deixar em paz (Dany sorriu e arregalam os olhos ao escutar um barulho no quarto ao lado) Arthur...

Dany= o que será que ele tem? (preocupada)

Lua= desça com sua mãe que eu resolvo isso ok? (saiu e parou em frente a porta do quarto de Arthur, que estava trancada)

Carla= tem certeza que não precisa de ajuda?( chegando atrás de Lua)

Lua= não, pode ir pra sala fazer companhia a seu marido, obrigada Carla (sorriu, Carla assentiu e desceu com Daniela, Lua bateu na porta) Arthur sou eu, o que aconteceu? Abre a porta

Dentro do quarto, Arthur se culpava, pois estava certo que por idiotice sua havia perdido Lua, por atitudes impensadas, a fez achar que ainda amava Carla, por burrice própria a fez duvidar de seu amor, não tinha o direito de culpá-la por isso, pela atitude que acabara de tomar, se sentia um idiota por errar mais uma vez com ela, não podia lhe exigir explicações, pois ele errou primeiro,  e se ela quisesse voltar para Fernando? Seu sangue fervia só de imaginar essa hipótese, e o desgraçado tava se aproveitando, e o pior ele lhe deu essa oportunidade, Arthur não sabia o que fazer, estava com raiva de si mesmo, escutou a doce voz dela o chamando, e agora, o que devia fazer? Era melhor deixá-la decidir sozinha, fingir que nada aconteceu e ver no que vai dar depois, se ela lhe contaria a verdade, mas deixar sua Lua de bandeja pra Fernando, isso nunca, não podia perder de novo, não sem antes lutar por ela pelas 34657 vez)

Lua= Arthur... (de repente Lua se lembrou do que aconteceu há minutos atrás, será que Arthur viu ela com Fernando? não provavelmente não, estava ocupado de mais conversando com Carla) abre a porta, estou preocupada, você esta bem?

Arthur= sim Lua, estou aqui (respondeu escorado na porta e respirou fundo, não tinha certeza do que fazer, ou como agir, então resolveu agir como se nada tivesse acontecendo e depois saberia como continuaria sua relação com Lua, e se ela lhe contaria o que aconteceu, então abriu a porta e tragou a saliva ao encontrar o olhar de preocupação dela)  

Lua= você está bem?

Arthur= sim, vamos pra sala (passou por ela com seu coração apertado, a mesma mordeu os lábios e o seguiu, ao chegar na sala encontraram Carla em uma conversa animada com Sophia que adorou rever a amiga) hum, vejo que já se encontraram

Sophia= eu nem posso acreditar, realmente é a Carla (sorrindo, conversaram mais um pouco e logo Carla e família foram embora)

A noite, Arthur estava assistindo, e pensando em tudo que aconteceu, Lua ainda não havia falado nada e aquele silencio estava o torturando, ela estava no quarto provavelmente o esperando.

Nando= pai... papai (Nando  o chamou tirando de seus devaneios)

Arthur= ah, oi filho (tentou sorrir) desculpe estava distraído, quer alguma coisa?

Nando= er...er sabe o que é? (corado) eu queria te pedir algo, mas to sem jeito

Arthur= pode pedir, sou seu pai, e estou aqui para o que precisar (se afastou para que o filho se sentasse, sorriu, amava os filhos, eram o fruto de seu amor com Lua)

Nando= é que eu vou... vou sair com a Julia, vamos a um parque de diversões e eu to meio, ah você sabe (Arthur riu)

Arthur= quer dinheiro? (ele assente tímido) ah filho não precisa ter vergonha, sempre que quiser pode pedir, nunca deixaria meu filho passar vergonha com a namorada (ele sorrir) os Aguiar's são os melhores quando se trata de gatinhas (deu o dinheiro a ele, Nando agradeceu e abraçou seu pai, logo saiu sorrindo, Arthur ficou negando com a cabeça sorrindo, seus filhos estavam crescendo rápido, ele desfez o sorriso ao ver Lua se aproximando, seu coração se acelerou de imediato, ela em silêncio sentou-se ao lado dele ficou o olhando por alguns segundos em silêncio)

Lua= Thur... (ele a olhou nos olhos e tragou a saliva) o que está acontecendo com a gente? 

2 comentários:

  1. posta mais ainda hoje por favor ++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

    ResponderExcluir
  2. Posta mais porfavor...

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo