14 de abr de 2013

Meu vizinho Insuportável - 2º Temp.



Capítulo 48..



Já se encontravam Micael, Sophia, Mel, Kayke, Nando e Dany conversando na sala, Guto e Aninha foram tomar banho de piscina, Vivi não tinha nada pra fazer foi ate a cozinha, la estava marta cozinhando e clara cortando verduras, ela ficou abismada ao ver a menina ajudar marta, ia perturbar mas percebeu que Clara chorava então se aproximou.

Vivi= o que você tem? Por que esta chorando? (escorou um cotovelo no balcão com a Mao apoiada  no rosto)

Clara= estou cortando cebolas não ta vendo? (com a voz embargada, vivi riu e negou com a cabeça, que menina idiota) não rir é serio

Vivi= pode parar de mentir, todo mundo sabe que cebola não faz ninguém chorar a menos que passe ela no olho, e vindo de você eu não duvido nada que tenha colocado é muito tapada mesmo(riu sabendo que ela era mesmo burra)

Clara= eu sei que cebola não faz ninguém chorar (continuando a chorar)

Vivi= então porque disse que é pela cebola em vaquinha? (pegando um tomate e jogando pra cima, depois pegando)

Clara= por que é pela cebola (vivi revirou os olhos) é que minha mãe me obrigou a cortar cebolas (abriu o berreiro) por sua culpa, que foi fofocar do que eu falei pro seu pai, agora vou estragar minhas unhas e ficar com um cheiro horrível pro meu nandinho ele vai correr, eu sofro de mais, que vida meu deus (marta riu, e vivi não suportava ela)

Vivi= nandinho não vai correr, não se preocupe (clara sorriu) ele já arribou faz tempo (gargalhou e clara fez careta) olha queridinha sabe o que eu acho?

Clara= o que? Que ele gosta de mim mesmo não é? (vivi negou) não gosta?

Vivi= eu acho que a tia Soph foi enganada (clara franzi a testa) devem ter feito uma inseminação artificial nela e na hora trocaram os espermatozóides do tio Mica por espermatozóides de um burro ou jumento (marta estava com a barriga doendo de rir das meninas) essa é a única explicação cabível para a sua existência (assentiu e clara estava com uma cara pasma) por que esta com essa cara?

Clara= será mesmo que o meu pai não é meu pai? (com os olhos arregalados)

Vivi= ta vendo marta?, acabei de confirmar o que estava supondo, sim querida você é filha do burro (tocou no ombro dela fazendo cara de pena e a menina chorou mais)

A empregada correu para o banheiro esvaziar a bexiga pois nunca riu tanto na vida, vivi voltou pra sala e clara lavou as mãos e seguiu ainda preocupada se Micael era mesmo seu pai, se sentou ao lado de Nando e o abraçou pelo pescoço encostando a cabeça em seu ombro, ele não se incomodou, sempre foi amigo da clara, porem a porta foi aberta e por ela passou Chay e Julia, ela engoliu a seco e se sentiu mal ao ver aquela cena quem era aquela Barbie pendurada em seu nandinho? mas não demonstrou, sorriu fofa cumprimentando a todos ate clara, ninguém estragaria seu dia, se sentou ao lado de Sophia que adorou a menina, ela ficou mirando Nando que nem prestava atenção as tagarelice de clara apenas olhava Julia sorrindo torto, sabia que aquele sorriso dela era falso e que ela estava chateada, Julia foi ate a piscina com dany conhecer aninha, Nando rapidamente se levantou e a seguiu, precisava falar com ela, clara se levantou para ir atrás mas vivi a impediu inventando uma de suas desculpas.

Arthur=SEU DESGRAÇADO COVARDE, TEU PAI NÃO TE ENSINOU A RESPEITAR AS MULHERES EU TE ENSINO (apertava com tanta força o pescoço dele que o mesmo tossia tentando tirar as mãos de Arthur de seu pescoço, Lua tentava puxar Arthur que olhou pra ela) meu amor fique calma, me perdoe, mas eu não vou parar (negou com veemência) eu já queria fazer isso a muito tempo, esse desgraçado vai aprender a te respeitar (Lua estava desesperada Arthur apertava com muita força, Fernando já tava mudando de cor)

Fernando= me.. sol..ta desgra...çado (gaguejando e tentando se soltar daquela fera, Lua tinha que fazer alguma coisa, ia sair pra chamar alguém)

Arthur= dulce se você chamar alguém eu atiro ele pela janela (ela parou colocando a Mao na boca em um descuido de Arthur Fernando acertou o estomago dele e conseguiu se soltar, socando o rosto de Arthur)

Lua= PAREM OS DOIS AGORA (os dois pararam e olharam pra ela, depois se olharam com ódio e continuaram com socos e chutes, Lua teve uma idéia, foi ate a janela) se não pararem eu me jogo (se pendurando)

Fernando/Arthur= NÃO MEU AMOR (pararam de brigar, o rosto de Arthur ficou com uma marca e sangrou um pouco no canto da boca, mas Fernando estava bem pior, todo machucado e com as marcas das mãos de Arthur no pescoço e marcas no braço e rosto, alem de sangrar um pouco o naris e a boca)

Lua= Arthur por que fez isso?

Arthur= ele tava querendo te forçar Lua, eu vi.

Fernando= eu não estava forçando a nada, ela que não me rejeitou

Arthur= mentiroso miserável (se aproximou furioso novamente e Lua foi para o meio)

Lua= ele não esta mentindo Arthur, eu...eu não ...(procurou uma  maneira de falar) ele não tava me forçando a nada (Arthur a encarou incrédulo e ela abaixou a cabeça, Fernando sorria sarcástico)

Fernando= porque está com essa cara? ela é minha namorada, isso é normal e bem frequente entre nos não é meu amor? (abraçou Lua)

2 comentários:

  1. POSTA MAIS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. ++++++++++++++++++++++++++++++++++++++ ai krl agora eles brigam puuuuuuuuuuuuuuutz nãaaaaaaaoo

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo