21 de abr de 2013

Jogos Vorazes - Cap 10




Eu me encontrava em outra arena minha vista doía, apertei meus olhos e quando os abri eu vi minha irmã rindo e assim que me viu seu sorriso murchou, no lugar dele surgiram lágrimas em seu rostinho delicado. E ela gritava, mas eu não conseguia ouvir, sua camiseta bege adquiriu a cor vermelho vivo, ela abriu a boca parecendo gritar, as lágrimas desciam mais  rápidas, eu tentei me mover, mas eu não consegui o chão parecia me engolir, assisti então Abby surgir e retirar a lança de seu pequeno corpo e sorriu macabra para mim, se abaixou e falou no meu ouvido com a voz de Marisol  "É tudo sua culpa"  , fechei meus olhos e os apertei assim que tomei coragem os abri assustada, revi Arthur me sacudir e então tudo ficou preto novamente.

Abri meus olhos assustada, estava escondida atrás de um grosso tronco de árvore, as folhagens ao meu redor eram densas, me sentei levemente e vi meu braço coberto por uma textura pastosa e verde, cheirei minha mão e aquilo cheirava ao medicamento que Hayde mãe de Sophia usava no hospital. Meu arco e a aljava estavam ao meu lado, espremi meus olhos tentando me lembrar de como fui para lá, mas nada. Ouvi um barulho de folhas quando eram amassadas, a minha frente dois corpos se espremiam no tronco da árvore, peguei o arco e pus a flecha em posição de disparo, andei cautelosa até lá, reconheci facilmente as marias-chiquinhas no cabelo negro e brilhante  , apoie-me na árvore e chamei por seu nome. 

- Mel? - vi sua cabeça sair lentamente de detrás do tronco o me olhar com certo receio, no seu ombro mãos fortes a seguravam com carinho e proteção - tá tudo bem, não vou te machucar - ela lentamente saiu segurando sua mochilinha amarela e puxando o garoto, Chay. 

- Oi - ele sorriu minimamente tímida enquanto eu olhava dela para Chay 

- Olá Mel, obrigada pela dica. 

- Por nada - ela sorriu sacudindo a mão do garoto que agora a segurava protetoramente, quem os visse fora da arena poderiam jurar que eram irmãos. 

- Esse  é o Chay... Chay - ela sussurrou apertando levemente a mão de seu companheiro que suspirou e me olhou 

- Chay 

- Lua - apertei sua mão estendida 

- Mel, pequena tenho que ir, eu volto prometo.

- Jura? Jura juradinho, promessa de irmão? - ela vez biquinho enquanto eu guardava minha flecha no lugar 

- Promessa de irmão baixinha, toca aqui, tia Milly ficaria orgulhosa de você pequena - ela sorriu. 

- E a tia Paula mais ainda, você é o melhor primo-irmão do mundo Chay - ela dizia agarrada a ele que a suspendia acariciando seus cabelos finos.

- Te cuida viu  baixinha amo você, bom foi um prazer te conhecer... desculpe porque sou meio ...

- Fechado - completei sua frase e ele sorriu

- É bom vou deixar vocês aqui , se precisar de mim é só me chamar daquele jeitinho que eu te ensinei viu , é Lua né?

- É 

- Tchau Melzinha, tchau Lua.

- Tchau Chay - sorrimos vendo ele se afastar com o tridente prata em mãos, nos sentamos depois de pegarmos um coelho e acendemos uma miniatura de fogueira para colocarmos nosso jantar, assim que o bicho ficou no ponto apagamos a fogueira e nos afastamos um pouco, nos sentando num toquinho de árvore. 

- Quer a minha também  - ofereci a coxa do coelho quando vi sua carinha de decepção quando a sua tinha acabado

- Não, tudo bem pode ficar - ela falou com sua vozinha doce e eu sorri acariciando sua maria-chiquinha com a mão limpa. 

- Pega - coloquei em sua mão e ela sorriu

Continua... 

Comentem pooor favor! Xoxo



7 comentários:

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo