2 de abr de 2013

Eu sou Teu - Capítulo 99.


 

26 – Revelar um segredo #6


Arthur olhou para Lua assim que terminou de ler, a mesma fez o mesmo e sorriu cheia de vergonha, Arthur fechou o diário e desviou o olhar para ele, ficou olhando a capa por um longo tempo e depois voltou a olhar para ela, ela tinha nos olhos uma ansiedade, parecia estar temendo o que ele poderia dizer, Arthur suspirou e a devolveu o diário e a viu abri-lo, parecia procurar alguma coisa.

Lua: Não importa onde você está nem o que está fazendo neste momento. O que importa é que saiba que, em cada instante da minha vida, pensei em você, que mesmo sem conhecê-lo, cada passo no meu caminho tem sido para chegar a você, e a cada manhã abro os olhos com a esperança de encontrá-lo. Cedo ou tarde você vai chegar. E a cada noite peço à lua que o guie pela vida, para que você chegue logo a mim. Não importa o que você tenha vivido antes de mim, o que importa é que, mesmo sem nos conhecermos, o amor já existe em mim, que minhas lágrimas por fim vão chegar ao seu objetivo, porque só de saber que você existe, você me faz viver. E cada lágrima e cada golpe finalmente terão sentido, porque voltaria a percorrer o mesmo caminho se fosse para chegar até você.

Arthur ficou a olhando por um longo tempo, até que levou a mão no rosto dela e lhe acariciou a bochecha.

Lua: É por você que eu luto, é por você que eu vivo, é por nós – Arthur se inclinou e capturou os lábios dela com carinho e paixão. Então esse era o segredo dela? Ela gostava dele há muito tempo, ela o amava tanto que estava lutando pelos dois, ele era o primeiro amor dela.

Arthur: Serei sempre o seu primeiro e único amor – Lua sorriu, estava com a mão na nuca dele e acariciava devagar, não conseguia tirar o sorriso do rosto – desde quando Lua?

Lua: O que? – passou o polegar pelos lábios dele para tirar um pouco do batom dela.

Arthur: que você gostava de mim? – Arthur acariciou a bochecha dela, pois tinha ficado avermelhada.

Lua: ainda nem tínhamos 13 anos – sorriu tímida – foi no outono – olhou para ele carinhosa – estávamos voltando da excursão da escola...



- Thur sente aqui comigo – eu tinha pedido para você se sentar comigo no ônibus da excursão, só que Poliana Muller te chamou primeiro.

Poliana: Nem pensar estranha, o Thur prometeu se sentar comigo – lembro que você estava sentado com o Abraão Huck, se lembra? O Caio era a judeu e usava aquele negocinho no topo da cabeça – olhou para Arthur que afirmou ao se lembrar – ele era legal, acho que foi para Israel, ou alguma coisa assim.

Lua: É papo querida e não conversa – eu revirei os olhos, brava para ela, também ela se achava a ultima bolacha do pacote.

Poliana: ôh professora, a Lua Blanco está brigando comigo – lembro como se fosse hoje, aquela voz irritante, a professora veio na minha direção e sem nem perguntar o que tinha acontecido quando ia pegar o meu braço você não deixou.

Arthur: É mentira professora, a Poliama que sempre implica com a Luh – então você se sentou do meu lado e automaticamente tinha pego minha mão e pela primeira vez você beijou os meus dedos. Assim mesmo – Arthur tinha acabado de beijar os dedos dela com carinho, só ele sabia fazer isso, era um gesto fofo dele.

Arthur: Você se apaixonou por mim por causa disso? – Lua lhe deu um tapa na testa de leve.

Lua: Para você pode não ser nada, mas para mim que era uma pré-adolescente foi tipo assim o mundo parando e todas as pessoas ao nosso redor desaparecendo e só sobrando eu e você – Arthur riu – naquele momento as borboletas invadiram o meu estomago, foi uma sensação estranha, sabia? – Arthur tinha rido da descrição dela – sai, não vou te contar mais nada – tentou empurrar ele, mas como Arthur era forte permaneceu no lugar e conseguiu abraça-la com carinho. Os lábios dele foram de encontro a bochecha dela e ali depositaram beijos carinhosos, com eles ali foi deslizando para o pescoço e depois de uma bela respirada ali ele beijou tirando arrepios dela.

Arthur: Gosto do seu cheiro – ela já estava de olhos fechados, o nariz de Arthur passeava pelo pescoço dela e logo já estava sobre o de Lua num beijinho de esquimó.

Lua: Por que você é tão perfeito? – perguntou num sussurro, ele sorriu.

Arthur: mamãe e papai que me fizeram assim – Lua riu, o puxou pela nuca e encostou os lábios nos dele, mordiscou eles levemente o que deixou Arthur zonzo.

Arthur: Mamãe está em casa – sussurrou, Lua apenas balançou os ombros e o sorriu sapeca brotou nos lábios dela – cadê a minha pequena e onde você escondeu ela? – falou brincando – sou louco por você sabia?!  – já se deitando sobre ela, Lua afastou um pouco as pernas, Arthur se apoiou nos cotovelos quando já estava por cima dela e lhe beijou a pontinha do nariz – posso te contar o meu segredo?


Chega ne? Kkkkkk *---*

11 comentários:

  1. Naaaaaaoooooo,quero maaaais...So mais 1 por favor,vou morrer :'( so mais 1 pfpfpfpf

    ResponderExcluir
  2. POsta mais um.. preciso saber o segredo dele.. ahah
    (Virgínia)

    ResponderExcluir
  3. maaaaaaaaaaaaaaaaaaaais hum

    ResponderExcluir
  4. Nãooooooooooooooooooooooooo posta mais. não nos mate de curiosidade. :(

    ResponderExcluir
  5. mais por favooooooooooor!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  6. Ai nãaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaao por favor te imploro mais unzinho!

    ResponderExcluir
  7. Agr eu choro :"( eles são lindooos

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo