2 de abr de 2013

Eu sou Teu - Capítulo 98.



26 – Revelar um segredo #5


Ciudad de México, 14 de Fevereiro de 2008



(Querido Diário)

Lucy,


Hoje é dia de San Valentín, sabia? Só que não tenho namorado. Uê! Não me jugue tenho só 13 anos e estou em faze de crescimento, mas hoje recebi rosas vermelhas, sabe de quem? Dele mesmo, Arthur, ele não é um fofo? É claro que me mandou como amigo, mas eu achei tão fofo que espero que elas nunca murchem.

Lucy, o meu coração palpita freneticamente e as borboletas continuam a voar no meu estomago, mamãe falou que isso se chama paixão, será mesmo? Não posso me apaixonar por ninguém, muito menos por ele, você sabe muito bem o porquê, mesmo o medico falando que fui curada, tenho que esperar cinco anos no mínimo para saber se isso é verídico, já pensou se ela volta, já pensou se essa maldita leucemia reaparece em minha vida, como poderia conviver com ela gostando de uma pessoa? Então tenho que rejeitar esse sentimento, como...  Como rejeitar quando convivo com ele 24h por dia? Aqueles olhos e aquele sorriso são como imãs, você sabe que sim, eu te contei há alguns dias, ne? Me ajuda amiga, eu preciso esquecê-lo.


Arthur: você gostava de mim? – Lua apenas o olhava, preferiu ficar em silencio - Acabo? –Lua que tinha as bochechas vermelhas, fez um não com a cabeça e ela mesma virou a pagina para ele continuar.


Ele é tão lindo e carinhoso, Arthur Aguiar, não posso negar. Se ele descobrir vai pensar que sou uma boba, então eu negarei tudo, já falei para não me jugar, só tenho 13 anos, quem liga para o que uma garotinha fala? Eu só gostaria que ele soubesse o que sinto por ele, devo contar? Se ele me rejeitar? Se ele rir de mim? Não definitivamente não contarei, imagina se ele fala para aqueles amigos populares dele? É está decidido não contarei que ele é o meu primeiro amor.



“Não posso estar longe de ti

Mas ao teu lado não quero estar

Estou ligada a esta relação

Que me faz voltar, escapar



Contigo e sem ti, é minha obsessão

Em um cruel labirinto, perdida estou

Não devo me permitir, nem me proibir

É um caos, meu coração!”



Lucy, é o nosso segredo

com amor Lua.



Arthur olhou para Lua assim que terminou de ler, a mesma fez o mesmo e sorriu cheia de vergonha, Arthur fechou o diário e desviou o olhar para ele, ficou olhando a capa por um longo tempo e depois voltou a olhar para ela, ela tinha nos olhos uma ansiedade, parecia estar temendo o que ele poderia dizer, Arthur suspirou e a devolveu o diário e a viu abri-lo, parecia procurar alguma coisa.

Um comentário:

  1. Lindooooo,maaaaaais..Essa web é MT PERFEITA,não sei nem como descrever

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo