24 de mar de 2013

Pode ser Para... Sempre.


Capítulo 06.


- Vamos – disse Eva mandando um beijo pra Lua e saindo

- O que você colocou na cabeça dele? – perguntou Arthur aumentando a voz

- Coloquei na cabeça dele? Eu não coloquei nada! Não é minha culpa se ele tem personalidade! – disse Lua ficando irritada

- Personalidade? Se influenciada pela mãe agora é ter personalidade? – perguntou Arthur 

- E ter mau exemplo do pai é o que? – Lua já estava vermelha

- Que mau exemplo? – perguntou Arthur

- Ficar pegando qualquer cachorra e vadia por ai! – Lua disse praticamente gritando

- Ah, agora entendi – disse Arthur mais calmo

- Entendeu o que retardado?? Eu xinguei sua namorada! – disse Lua brava

- Por isso mesmo. – disse Arthur sorrindo

- Isso o que? – perguntou Lua não entendendo

- Crise de ciúmes – disse Arthur triunfante

- Haha, faz-me rir. Eu com ciúme de você? Até parece – disse Lua desdenhando

- Ah, é? Dizem que quem desdenha quer comprar – disse Arthur se aproximando enquanto Lua ia dando passos pra trás até chegar a parede e ficar encurralada

- Não sei disso não – dizia Lua com dificuldade por causa da proximidade

- Você não me quer, Lua nem um pouco? – Arthur perguntava no ouvido dela a fazendo arrepiar

- Eu..isso é golpe baixo – disse Lua completamente extasiada com o hálito quente de Arthur no seu ouvido

- Isso ainda não é o golpe baixo, você quer ver o verdadeiro golpe baixo? – Arthur perguntava mais uma vez no ouvido dela

- Quero – a palavra se soltou sem a permissão de Lua, mas ela não se arrependeu, Arthur atacou a sua boca como um leão faminto no meio do nada e ela é sua única refeição. A mão boba já rolava por todo corpo, tanto de um quanto de outro. 

- Lá pra cima – foi a única coisa Lua conseguiu falar com a sanidade que ainda lhe restava, eles subiram rápido a tempo de Arthur jogar Lua na cama e tirar a roupa dela toda chupando com vontade cada parte daquele corpo que ele amava tanto

- Assim não vale, quero visão privilegiada também – disse Lua se levantando e tirando toda a roupa de Arthur, inclusive a cueca, liberando seu grosso membro completamente ereto, e Lua o pegou com as mãos e disse:

- Posso tentar um golpe baixo? – Lua perguntava apertando o membro com as mãos

- A vontade – disse Arthur enquanto Lua colocava o membro todo dele na boca, fazendo movimentos de vai e vem deixando Arthur completamente louco de prazer, os movimentos se tornaram mais rápidos e Arthur gemia de tanto prazer

- aaaaaaaaaaah, vai ter troco. Vem que agora é o meu golpe baixo. – disse Arthur colocando a camisinha abrindo as pernas de Lua com urgência e a penetrando forte e rápido ela gemia com o volume do membro dele dentro dela, eles ficavam num vai e vem até chegarem no ápice do prazer.

- Não acredito que a gente fez isso de novo – disse Lua suada, culpada, mas feliz.

- Prometo que não vai acontecer de novo – disse Arthur pensativo na cama

- Promete? – perguntou Lua não acreditando no que ouvia

- Claro, entendi bem o recado da última vez – disse Arthur com um meio sorriso esforçado

- Como assim? Que recado? – perguntava Lua não captando

- Ué, você disse que entre a gente não rola mais nada, que tudo que acontecer entre nós é um deslize de percurso. – disse Arthur triste

- Não foi bem isso... – começou Lua

- Foi sim e não precisa tentar consertar o que já está quebrado, nunca volta a ser como era antes – disse Arthur colocando a roupa e saindo

- Mais que droga! E o pior é que eu ainda te amo – disse Lua jogando o travesseiro no chão de raiva.

4 comentários:

  1. anw eles sao muito loucos q ironia mais isso é pura saudade!! ♥

    ResponderExcluir
  2. ++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

    ResponderExcluir
  3. +++++++++++++++++++++++++++++++

    ResponderExcluir
  4. maaaaaaaaaaaaaaaais
    ass:Sophia

    ResponderExcluir

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo