23 de mar de 2013

Meu vizinho Insuportável - 2ª Temp.



Capítulo 22.


A noite

Alice= oi meu amor, lembra que prometeu que dormiria comigo hoje? (entra e Arthur suspira, não queria isso)

Arthur= sim Alice é verdade (ele tinha que arrumar uma desculpa) e como estão seus pais?

Alice= meus pais? (ela sorrir nervosa, ele assente) er...er.. não sei, ainda não falei com eles, eu vou tomar um banho meu amor (deu um beijo nele e foi pro banheiro ele sorriu e foi para a cama, se deitou la e fechou os olhos, ótima idéia, tinha que fingir estar dormindo, Alice saiu do banheiro e bufou ao vê-lo dormindo, balançou e nada, ele devia mesmo estar cansado, suspirou e deitou ao lado dele, o abraçou e deu um beijo nas costas, adormecendo Arthur abriu os olhos e sorriu, ate quando ia conseguir evitar? Sorriu de si mesmo, nunca se imaginou fugindo de uma mulher linda como Alice, mas quem ele realmente queria, estava na casa ao lado, e talvez ao contrario dele estivesse com o imbecil do namorado, socou a cama so de imaginar, e Alice se mexeu, ele mordeu o lábio e se ajeitou para depois adormecer com Lua nos pensamentos)

...

Lua= vai fica assim comigo ate quando? (se sentou ao lado dele que estava escorado na cabeceira da cama emburrado)

Fernando= ate você deixar de falar com o Aguiar, eu não suporto ele, é muito sínico, dar em cima de você na minha frente (ele me ama, pensou em dizer e sorriu, sim Arthur a amava e ela estava satisfeita por isso, sempre teve medo dele deixar de amar a ela)

Lua= amor eu não posso deixar de falar com ele, ele é o pai dos meus filhos, temos que conversar sobre eles, tem o comportamento da vivi, tem um problema com o Guto, que ainda não descobrimos.

Fernando= claro sempre vai aparecer problemas que unam vocês dois, por favor Lua, você nunca precisou dele, e daqui a um mês vamos retornar (ela mordeu o lábio nervosa, a idéia de voltar a deixava triste, não sabia se ainda queria voltar)

Lua= pelo contrario, eu sempre precisei dele (ele a olha incrédulo e ela arregala os olhos, tendo noção que falou besteira) pra cuidar das crianças não pense besteiras, é difícil criar 4 filhos sem um pai, por isso errei com a vivi (ela olhou pro lado e suspirou, essa foi por pouco, tinha que controlar seus pensamentos)

Fernando= esta bem amor, eu não quero mais discutir com você, amanhã é a festa e quero que estejamos bem (ela sorrir, e a beija, Lua para o beijo assustada pois imagina estar beijando Arthur, isso nunca aconteceu com ela, parece que estava enlouquecendo por ele, tinha a certeza que se algum dia que tivesse com Arthur sem nenhum atrapalho aquela chama que havia entre eles iria se tornar um incêndio, ele a olhava sem entender) o que foi Lua? Ta pálida (ela se deitou e ele ficou por cima)

Lua= Fernando, não me leva a mau, mas eu estou cansada, hoje não da por favor, boa noite (o empurra levemente, ele fica a fitando alguns segundos) não me olhe assim, é só hoje ok?

Fernando= só hoje? Só hoje? (incrédulo) você esta me dizendo isso a semanas, desde que resolvemos vir ao Brasil (ela engole a seco, ele tinha razão, desde que soube que reencontraria Arthur ela nunca mais teve relações com Fernando) é por causa do miserável do Arthur não é?

Lua= que paranóia Fernando, obvio que não, boa noite, estou com sono (deu um selinho rápido e virou pro outro lado com os olhos arregalados, o que estava acontecendo com ela? Se achou uma idiota, Arthur a essa hora devia estar com a namorada dele e ela rejeitando o seu)

Dia seguinte

Dany= bom dia (seria)

Lua= bom dia filha, o que faz acordada tão cedo?(sorrindo)

Dany= vim buscar o Guto, papai esta esperando eles estão atrasados

Lua= Guto não quer levantar, já chorou e tudo, não quer ir pra escola, não sei o que esta acontecendo

Dany= eu vou chamar o papai (se virou e Lua segurou em seu braço)

Lua= ate quando vai ficar assim dany? Eu agüento mais essa situação sinto falta da minha filha (ela abaixou a cabeça) vamos ao shopping hoje? (dany a encarou, mas adorou a idéia de sair com sua mãe, estava com vontade de perdoá-la mas seu orgulho a impedia) Comprar vestido para a festa?

Dany= eu não quero sair com você, ainda não te perdoei

Lua= por favor dany, não estou pedindo que me perdoe, só quero um dia com minha filha, pode ser?

Dany= esta bem, mas nada alem disso, podemos ir como amigas, eu ainda te considero como amiga (Lua sorrir pelo menos era um passo, dany chamou Arthur que convenceu  o filho a ir a escola)

Arthur= não vai conosco? Achei que quisesse ir?

Lua= entrar em um carro com você? Não, é muito perigoso (Arthur sorrir junto a ela) e vou sair com a dany (ele assente)

Arthur= que bom Luh, então quer dizer que ela esta amolecendo? (Lua assente satisfeita) tchau minha pequena, já me atrasei de mais (deu um beijo na bochecha dela, entrou no carro e partiu, Luh ficou com a mão onde ele tinha lhe beijado sorrindo boba e sussurrou sozinha)

Lua=  tchau meu bebê (sorria involuntariamente)

O dia se passou normal, Lua e Dany se divertiram no shopping, mas dany continuava irredutível, sem perdoar a mãe, na empresa foi correria por conta da festa, na escola foi normal, mas nada bom para Guto, que chegou em casa com os olhos vermelhos de chorar e não contava a ninguém o motivo, a hora da festa estava se aproximando.

A festa ta chegando e o beijo se aproximando... Se acalmem..!

2 comentários:

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo