22 de mar de 2013

Eu sou Teu - Capítulo 81.



11 - Subir uma montanha.³


6 horas da manhã quando o celular de Lua tocou, ela tateou a cama e logo achou o celular

Lua: Alô? – ainda de olhos fechados, foi tão difícil dormir novamente depois daquele sonho.

- Senhorita Blanco? – era uma voz feminina.

Lua: Sim – bocejou – quem é? – perguntando meio grossa, quem estava ligando para ela aquela hora da manhã.

- Senhorita Blanco, sinto muito em lhe acordar, mas o Dr. Anderson quer vê-la e examina-la hoje as 8 horas da manhã.

Lua: Tem algum problema com os meus exames? – já abrindo os olhos e se sentando na cama assustada.

- Não tenho nenhuma informação – falou educada – posso confirmar essa consulta? – Lua passou a mão pelos cabelos, o que será que ele queria, provavelmente o ultimo exame já tinha saído o resultado.

Lua: Claro, estarei ai – não demorou para as duas terminarem a ligação. Lua se sentou na cama com os pés para fora da cama, apoiou os cotovelos no joelho e o rosto nas mãos, suspirou, depois daquele pesadelo a noticia só podia ser a pior de todas.

Claudia: Ei! Querida o que faz acordada? – falou surpresa depois de abrir a porta de vagar como em todas as manhas antes de ir trabalhar. Viu a cara de assustada da filha, o quão pálida ela estava – Lua, tudo bem? – a menina levantou com pressa e correu para o banheiro, Claudia correu atrás dela e a viu debruçada no vaso sanitário vomitando. Quando recebeu a ligação seu estomago deu um pulo, já não podia segurar o enjoou causado pelo medo. Claudia ajudou a filha a se recompor no banheiro, depois a colocou deitada na cama – Luh? – passando a mão pela franja dela molhada pelo suor frio.

Lua: O hospital ligou – abraçou o travesseiro – é uma consulta de emergência de acordo com a secretaria do Dr. Anderson. Claudia se assustou um pouco – estou com medo, mamãe – fez carinha de dor.

Claudia: Não fique assustada meu amor, aposto que não é nada – falava apenas da boca para fora – vou ligar lá na loja e vou falar que não vou – já se levantando, Lua a pegou pelo punho.

Lua: Não, vá para a loja – sorriu amarelo – eu vou ficar bem, pego um taxi – Claudia passou a mão pelo cabelo dela de novo – se a senhora não for para a loja eu vou ficar brava – a loja de Claudia era bastante movimentada e precisava sempre de supervisão.

Claudia: Lua... – suspirando – não vou deixar você sozinha.

Lua: Não vou ficar sozinha, eu ligo para o Arthur – mentiu.

Claudia: Então eu fico mais calma – beijou a testa da filha – seu pai ainda não saiu para a empresa, Arthur tem que chegar aqui antes dele sair, ok? – Lua apenas afirmou com a cabeça.

Lua: Mamãe, eu te amo – abraçou a mãe.

Blanca: Eu também – sorriu, se despediram então foi embora.
...

Lá estava Lua Blanco  sentada na sala de espera, suas mãos suavam e não conseguia parar de balançar as pernas, era evidente que estava nervosa.

- Senhorita Blanco? – chamou a secretaria, Lua levantou a cabeça e olhou para a moça loira parada em frente a porta – ele está te esperando – Lua levantou e seguiu para o escritório, cada passo era como câmera lenta.

Dr. Anderson: Lua – se levantou da cadeira e foi até ela lhe beijar a bochecha.

Lua: Olha eu já estou nervosa, meu coração parece que vai sair pela boca – um pouco grossa – se for coisa ruim fala logo, porque já estou cansada das pessoas ficarem enrolando as coisas para me contar – olhando nos olhos azuis do medico, ele que tinha um leve sorriso no rosto o fechou e lhe mostrou a cadeira para se sentar.

Dr. Anderson: Sei que as coisas não andam fácil – Lua apenas deu uma risadinha.

Lua: Não andam mesmo, para piorar os meus cabelos estão caindo – suspirou cansada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não vai sair sem comentar, né?! xD

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo